27092020Dom
AtualizadoSex, 25 Set 2020 4pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

Combinação de imunoterapia na primeira linha do câncer renal avançado

Murad 2019 bxO oncologista André Murad (foto), diretor clínico da Personal - Oncologia de Precisão e Personalizada, é coautor de análise post hoc do estudo Fase III CheckMate 214 que avaliou a eficácia de nivolumabe mais ipilimumabe versus sunitinibe em pacientes com com carcinoma de células renais avançado com características sarcomatóides (sRCC). O estudo foi publicado na Clinical Cancer Research, periódico da American Association of Cancer Research (AACR).

Pacientes com carcinoma de células renais avançado com características sarcomatóides (sRCC) têm prognósticos ruins e resultados abaixo do ideal com terapia-alvo. Nesse estudo, os pacientes com sRCC foram identificados por meio de revisão patológica central independente de tecido tumoral de arquivo ou classificação histológica por relatório de patologia local. Os pacientes foram randomizados 1: 1 para receber nivolumabe (NIVO 3 mg/kg) mais ipilimumabe (IPI 1 mg/kg) Q3W (4 doses), seguido de NIVO 3 mg/kg Q2W ou SUsunitinibe (SUN) 50 mg oral QD (4 semanas; ciclos de 6 semanas).

Os resultados em pacientes com sRCC não foram pré-especificados. Os endpoints em pacientes com sRCC e doença de risco intermediário/baixo pelo International Metastatic Renal Cell Carcinoma Renal Database Consortium (IMDC) incluíram sobrevida global (SG), sobrevida livre de progressão (SLP) por revisão radiológica independente e taxa de resposta objetiva (ORR) por RECIST v1.1. Os resultados de segurança usaram estatísticas descritivas.

Resultados

Entre 1.096 pacientes randomizados no CheckMate 214, foram identificados 139 pacientes com sRCC e doença de risco intermediário/baixo e 6 com doença de risco favorável. Com acompanhamento mínimo de 42 meses, a mediana de sobrevida global (95% CI) em pacientes com sRCC e doença de risco intermediário/baixo favoreceu NIVO + IPI (NR [25,2-NE]; n = 74) versus SUN (14,2 meses [9,3 -22,9]; n = 65) (HR 0,45 [95% CI, 0,3-0,7; P = 0,0004]); também foram observados benefícios de sobrevida livre de progressão com a combinação de imunoterapia (mediana de 26,5 vs 5,1 meses; HR 0,54 [95% CI, 0,33-0,86; P = 0,0093]).

A ORR confirmada foi de 60,8% com NIVO + IPI versus 23,1% com SUN, com taxas de resposta completa de 18,9% versus 3,1%, respectivamente. Não houve novos sinais de segurança.

“A combinação de nivolumabe e ipilimumabe demonstrou sobrevida em longo prazo sem precedentes, resposta e benefícios de resposta completa em relação ao sunitinibe em pacientes previamente não tratados com carcinoma de células renais avançado com características sarcomatóides e doença de risco intermediário / baixo, apoiando seu uso em primeira linha para esta população.

Referência: Efficacy and Safety of Nivolumab Plus Ipilimumab versus Sunitinib in First-Line Treatment of Patients with Advanced Sarcomatoid Renal Cell Carcinoma - Nizar M Tannir, Sabina Signoretti, Toni K. Choueiri, David F. McDermott, Robert J. Motzer, Abdallah Flaifel, Jean-Christophe Pignon, Miriam Ficial, Osvaldo Arén Frontera, Saby George, Frede Donskov, MichaelR. Harrison, Thomas Powles, Philippe Barthélémy, Scott S. Tykodi, Judit Kocsis, Alain Ravaud, Jeronimo R. Rodriguez-Cid, Sumanta K Pal, Andre M. Murad, Yuko Ishii, Shruti Shally Saggi, M. Brent McHenry and Brian I. Rini - Clin Cancer Res September 1 2020 DOI: 10.1158/1078-0432.CCR-20-2063


Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519