12042024Sex
AtualizadoSex, 12 Abr 2024 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

Atezolizumabe não mostra benefício no câncer de ovário

OvarioO estudo de Fase III IMagyn050 não mostrou ganho de sobrevida livre de progressão com a adição de atezolizumabe ao regime de bevacizumabe, paclitaxel e carboplatina como primeira linha de tratamento em pacientes com câncer de ovário avançado. O anúncio foi feito pela patrocinadora, a farmacêutica Roche, em comunicado de 13 de julho.

Realizado em colaboração com a GOG Foundation [GOG-3015] e a Rede Europeia de Grupos de Ensaios em Ginecologia Oncológica (ENGOT) [ENGOT OV-39], o estudo IMagyn050 avaliou pacientes com câncer de ovário estágio III ou IV em tratamento neoadjuvante ou adjuvante, randomizados 1: 1 antes ou após  cirurgia redutora do tumor. Endpoints co-primários foram sobrevida livre de progressão (SLP) e sobrevida global (SG) determinados pelo investigador, tanto na população com intenção de tratar, quanto na subpopulação PD-L1 positiva.

Os dados de sobrevida global ainda estão imaturos.

O câncer de ovário é o 8º câncer mais comum em mulheres em todo o mundo, com quase 300 mil novos casos diagnosticados a cada ano (Globocan, 2018).


Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519