02122021Qui
AtualizadoSeg, 29 Nov 2021 7pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

KEYNOTE-361: pembrolizumabe não atinge endpoint primário

BexigaO anti-PD-1 pembrolizumabe (Keytruda®, MSD) não atingiu os endpoints primários pré-especificados de sobrevida global e sobrevida livre de progressão em comparação com a quimioterapia, atual padrão de tratamento de primeira linha do carcinoma urotelial avançado ou metastático. Os resultados da análise final do estudo de Fase III KEYNOTE-361 serão apresentados em um próximo evento científico.

Na análise final do estudo, houve uma melhora na sobrevida global e sobrevida global para pacientes tratados com pembrolizumabe em combinação com quimioterapia (cisplatina ou carboplatina mais gemcitabina) em comparação com quimioterapia isolada; esses resultados, no entanto, não atingiram significância estatística de acordo com o plano estatístico pré-especificado. O braço de monoterapia do estudo não foi formalmente testado, uma vez que não foi alcançada superioridade para SG ou SLP no braço combinado.

O KEYNOTE-361 é um estudo de Fase III, aberto, randomizado, que avalia pembrolizumabe em monoterapia e em combinação com quimioterapia versus quimioterapia isolada, atual padrão de tratamento de primeira linha do carcinoma urotelial avançado ou metastático. Os endpoints primários foram a sobrevida global e sobrevida livre de progressão. Os endpoints secundários incluem duração da resposta, taxa de controle da doença, taxa de resposta global e segurança.

O estudo envolveu 1.010 pacientes randomizados para receber pembrolizumabe + cisplatina ou carboplatina + gemcitabina; pembrolizumabe em monoterapia; cisplatina ou carboplatina + gemcitabina.

O estudo está registrado em ClinicalTrials.gov, NCT02853305.

Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519