15052021Sáb
AtualizadoSex, 14 Maio 2021 2am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Alterações de CDK12 e câncer de próstata

jose mauricio oncogu icesp bxAs alterações genômicas de CDK12 ocorrem em vários tipos de tumores, mas pouco se sabe sobre seu papel oncogênico e significado clínico. Estudo publicado no periódico European Urology descreveu o cenário das alterações de CDK12 em 25 tipos de tumores sólidos e as características moleculares e clínicas do câncer de próstata com alterações de CDK12. O oncologista José Mauricio Mota (foto), chefe do Serviço de Oncologia Clínica Geniturinária do ICESP e médico da Oncologia D’Or, é um dos autores do trabalho.

Os pesquisadores realizaram um estudo retrospectivo de centro único incluindo 26743 pacientes com 25 tipos de tumores sólidos submetidos a sequenciamento genômico utilizando a plataforma MSK-IMPACT. Características clínico-patológicas e desfechos clínicos foram avaliados em pacientes com câncer de próstata.

Foram descritas alterações de CDK12 e sua associação com características genômicas. Para pacientes com câncer de próstata, a sobrevida global e o tempo para a resistência à castração foram avaliados usando análise de regressão de Cox univariável e multivariável.

Resultados

As alterações de CDK12 foram identificadas em 404 pacientes (1,5%) no geral, mas foram mais frequentes em tumores de próstata (100/1875, 5,3%) e ovário (43/1034, 4,2%), nos quais estavam associadas com alta prevalência de variantes truncantes e inativação bialélica. “A análise de amostras pareadas sugeriu que o evento ocorre precocemente na carcinogênese do câncer de próstata. As alterações de CDK12 definiram um subtipo genômico de câncer de próstata molecularmente distinto, com maior número de pontos de quebra e menor tamanho de segmentos de DNA. Alterações em genes da via do ciclo celular também ocorreram mais frequentemente entre os tumores com alterações de CDK12”, explica Mota.

O câncer de próstata com alterações de CDK12 foi associado a características clínico-patológicas associadas à maior agressividade, evidenciado pela maior proporção de pacientes metastáticos ao diagnóstico e com Gleason ≥8. Entre os pacientes com câncer de próstata metastático, a presença de alterações de CDK12 associou-se à menor sobrevida global (mediana de 64,4 vs 74,9 meses; p = 0,032) de maneira independente a fatores prognósticos conhecidos (hazard ratio ajustada 1,70, 95% CI 1,10-2,61; p = 0,024). “Apesar de ser a maior coorte até o presente de pacientes com câncer de próstata com alterações de CDK12, deve-se ressaltar o seu caráter retrospectivo como potencial limitação”, observa o oncologista.

“A alteração de CDK12 é um evento raro nos tumores sólidos, mas define um subtipo molecular clinicamente distinto de câncer de próstata associado a alterações genômicas únicas e características clínicas ligeiramente mais agressivas. Os resultados justificam uma investigação mais aprofundada de terapias direcionadas a pacientes com câncer de próstata com alterações em CDK12”, concluíram os autores.

Referência: Pan-cancer Analysis of CDK12 Alterations Identifies a Subset of Prostate Cancers with Distinct Genomic and Clinical Characteristics  - Bastien Nguyen, Jose Mauricio Mota , Subhiksha Nandakumar, Konrad H. Stopsack , Emily Weg, Dana Rathkopf, Michael J. Morris, Howard I. Scher, Philip W. Kantoff, Anuradha Gopalan, Dmitriy Zamarin, David B. Solit, Nikolaus Schultz, Wassim Abida - DOI: https://doi.org/10.1016/j.eururo.2020.03.024


Publicidade
MULHERES NA CIÊNCIA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519