07122021Ter
AtualizadoSeg, 29 Nov 2021 7pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Impacto psicológico em profissionais da saúde em tempos de pandemia da COVID-19

cristiane beregerot oficial bxA psico-oncologista Cristiane Bergerot (foto), do City of Hope Cancer Center, discute o impacto psicológico em profissionais da saúde, especialmente aqueles que lidam com os cuidados de pacientes com câncer, em tempos de pandemia de COVID-19, e propõe estratégias para minimizar esse impacto.

Por Cristiane Bergerot, do City of Hope Cancer Center

Em momentos de crise como este é natural termos a sensação de perda de controle, com consequente impacto no nível de estresse e ansiedade. É o que tem ocorrido com os profissionais da área da saúde em geral. É esperado que essa situação impacte consideravelmente na saúde mental daqueles que trabalham na linha de frente, tratando pacientes com a COVID-19, ou mesmo daqueles em quarentena.

Em um estudo preliminar, realizado na China, observou-se que sintomas depressivos, de ansiedade, insonia e distress eram comuns entre os profissionais de saúde. Notavelmente foi observada maior prevalência entre enfermeiras (os), mulheres e profissionais que trabalham na linha de frente diretamente envolvidos no diagnóstico, tratamento e assistência ao paciente com COVID-19.

Com o intuito de minimizar o impacto na saúde mental, diferentes estratégias podem ser usadas para lidar com essa situação, incluindo:

1 - Avaliar e monitorar o próprio bem-estar emocional. Se o sintoma persistir por mais do que duas ou três semanas e interferir no desempenho das atividades profissionais, é preciso considerar um tratamento psicológico;

2 - Utilizar medidas preventivas, como procurar um suporte social, discutir as experiências com outros colegas e obter supervisão.

3 - Evitar estratégias de enfrentamento negativas tais como uso/abuso de álcool, drogas, manter-se excessivamente ocupado (como um mecanismo de fuga), acreditar que ajudar os outros é mais importante do que cuidar de si mesmo, evitar o assunto sem dividir as próprias experiências com os colegas;

4 - Optar por abordagens que ajudem o profissional a resgatar o senso de controle e reduzir a ansiedade: atividades físicas, musicoterapia, ou mesmo meditação guiada. Existem diversos aplicativos disponíveis e vídeos no YouTube que podem ser de grande valia nesses quesitos. No que se refere à meditação, o aplicativo AM Mindfulness foi desenvolvido por um grupo de especialistas sobre o assunto e demonstrou benefício clínico em estudos clínicos randomizados em diferentes populações. Acreditamos que esta ferramenta pode ser de grande valia aos profissionais de saúde nestes tempos. Há ainda videos direcionados para profissionais de saúde com foco no manejo do estresse decorrente dessa pandemia. Estes últimos foram desenvolvidos por um renomado grupo do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, liderado pelo Dr. Jun Mao.

5 - Vale ressaltar que a importância de uma autoanálise constante pelos profissionais de saúde (daí a importância de técnicas como a meditação) para que consigam identificar prontamente a necessidade de auxílio e suporte psicológico. Quando for o caso, a recomendação é buscar suporte psicológico na própria instituição de trabalho ou sob orientação das Sociedades de Psicologia através dos websites, por exemplo. Ressaltamos que há um número considerável de profissionais atendendo via telepsicologia ou mesmo telepsiquiatria.

Destacamos, portanto, que durante esses tempos de pandemia, o bem-estar físico e emocional dos profissionais de saúde é fundamental para assegurar a qualidade de vida e crucial para a manutenção da qualidade serviços de saúde.

Referência: Factors Associated With Mental Health Outcomes Among Health Care Workers Exposed to Coronavirus Disease 2019. – Lai J et al - JAMA Netw Open. 2020 Mar 2;3(3):e203976. doi: 10.1001/jamanetworkopen.2020.3976.

 


Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519