31052020Dom
AtualizadoSáb, 30 Maio 2020 8pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

Raça e etnia têm impacto no diagnóstico e tratamento do câncer

Etnica bxO estadiamento do câncer no momento do diagnóstico, o uso de tratamento curativo e a sobrevida diferem por raça e etnia entre os pacientes com um dos tipos de câncer mais frequentes? Estudo de coorte com 950.377 pacientes oncológicos mostra que sim, revelando que existem variações por raça e etnia no diagnóstico, tratamento e sobrevida do câncer.

Com o objetivo de avaliar o estágio do câncer ao diagnóstico, o uso de terapia, a sobrevida global (SG) e a sobrevida câncer específica para câncer (SCE) em pacientes com câncer de diferentes grupos raciais / étnicos.

Este estudo de coorte incluiu 950.377 pacientes asiáticos, pretos, brancos e hispânicos diagnosticados com câncer de próstata, ovário, mama, estômago, câncer pancreático, de pulmão, fígado, esôfago ou colorretal, no período de janeiro de 2004 a dezembro de 2010. Os dados foram coletados na base do Surveillance, Epidemiology and End Results (SEER), e os pacientes foram observados por mais de 5 anos. A análise dos dados foi realizada em julho de 2018. 

Resultados

Foram incluídos no estudo 950377 pacientes, dos quais 499 070 (52,5%) homens, 681.251 pacientes brancos, 116.015 pacientes negros (12,2%), 65.718 pacientes asiáticos (6,9%) e 87.393 pacientes hispânicos (9,2%).

Na comparação com pacientes asiáticos, os negros foram mais propensos a ter doença metastática ao diagnóstico (odds ratio [OR], 1,144; IC 95%, 1,109-1,180;P <0,001). Pacientes negros e hispânicos foram menos propensos a receber tratamento definitivo que os asiáticos (negros: OR ajustado, 0,630; IC 95%, 0,609-0,653; P <0,001; hispânico: OR ajustado, 0,751; IC 95%, 0,724-0,780; P <0,001).

Pacientes brancos, negros e hispânicos foram mais propensos a ter SG e SCE do que pacientes asiáticos.

“No geral, comparados com pacientes asiáticos, os negros têm maior probabilidade de ter doença metastática no diagnóstico; pacientes negros e hispânicos foram menos propensos a receber tratamento. “Os resultados deste estudo podem levar a diferentes estratégias de gestão com base na raça e etnia para melhorar os resultados dos pacientes”, projetam os autores.

Os resultados estão disponíveis em acesso aberto, no Jama Network Open.

Referência: Zhang C, Zhang C, Wang Q, Li Z, Lin J, Wang H. Differences in Stage of Cancer at Diagnosis, Treatment, and Survival by Race and Ethnicity Among Leading Cancer Types. JAMA Netw Open. 2020;3(4):e202950. doi:10.1001/jamanetworkopen.2020.2950

 


Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519