06122020Dom
AtualizadoSex, 04 Dez 2020 6pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Modificação da dieta e mortalidade por câncer de mama

gilberto amorim bx okA mudança no padrão alimentar, com ingestão de baixo teor de gordura associado ao aumento do consumo de vegetais, frutas e grãos pode reduzir o risco de morte por câncer de mama em mulheres na pós-menopausa. É o que mostram os resultados de análises adicionais do estudo de Modificação da Dieta da Women’s Health Initiative (WHI) publicados no Journal of Clinical Oncology (JCO). O oncologista Gilberto Amorim (foto), Coordenador Nacional de Oncologia Mamária da Oncologia D'Or, comenta o trabalho.

No estudo, 48.835 mulheres na pós-menopausa, com idades entre 50 e 79 anos, sem câncer de mama prévio e ingestão de gordura na dieta de 32% de calorias foram randomizadas em 40 centros dos EUA para o grupo de comparação da dieta usual (60%) ou grupo de intervenção alimentar (40%). Os objetivos eram reduzir a ingestão de gordura para 20% do total de calorias e aumentar a ingestão de vegetais, frutas e grãos.

Resultados

Durante 8,5 anos de intervenção dietética, a incidência e as mortes por câncer de mama foram significativamente menores no grupo de intervenção, enquanto as mortes após o câncer de mama foram estatisticamente mais baixas tanto durante a intervenção como após o follow-up de 16,1 anos (mediana).

Agora, depois de um acompanhamento cumulativo de longo prazo de 19,6 anos (mediana), a redução significativa nas mortes após o câncer de mama persiste (359 [0,12%] v 652 [0,14%] mortes; hazard ratio [HR], 0,85; 95% CI, 0,74 a 0,96; P = 0,01) e houve uma redução estatisticamente significativa das mortes por câncer de mama (132 [0,037%, risco anualizado] v 251 [0,047%] mortes, respectivamente ; HR, 0,79; 95% CI, 0,64 a 0,97; P = 0,02).

"É um estudo importante pelo tempo de seguimento e pelo número de pacientes envolvidas. Embora estudos epidemiológicos sejam eventualmente complicados de interpretar e balancear as múltiplas variáveis envolvidas baseadas numa intervenção em que o próprio objeto de estudo reporta seus hábitos, o trabalho mostra que a adoção de um padrão dietético com redução de gordura na dieta pode sim reduzir risco de recidiva e a incidência, e ao se confirmarem esses dados, a mortalidade”, observa Gilberto Amorim. “Vale ressaltar que a redução de gordura melhora a saúde cardiovascular, reduz o risco de outros cânceres e pode ser adotado em larga escala como política de saúde pública, o que evidencia a importância da realização de estudos como este", acrescenta o oncologista.

Referência: Dietary Modification and Breast Cancer Mortality: Long-Term Follow-Up of the Women’s Health Initiative Randomized Trial - Rowan T. Chlebowski et al on behalf of the Women’s Health Initiative - DOI: 10.1200/JCO.19.00435 Journal of Clinical Oncology - Published online February 07, 2020.


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519