11122019Qua
AtualizadoQua, 11 Dez 2019 8pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Biomarcadores de resposta no câncer de mama triplo-negativo

MAMA bxA análise de biomarcadores entre mulheres com câncer de mama triplo negativo tratadas com doxorrubicina / ciclofosfamida adjuvante no estudo SWOG 9313c confirmou uma assinatura de resposta imune a danos no DNA de 44 genes e densidade de linfócitos infiltrantes de tumores do estroma (sTIL) como marcadores prognósticos. Os resultados estão em artigo de Sharma et al., publicado no Journal of Clinical Oncology (JCO). 

Neste estudo foram consideradas pacientes com doença inicial, de alto risco, independentemente do status nodal (positivo/negativo), randomizadas para um dos dois esquemas de doxorrubicina / ciclofosfamida adjuvante em administração sequencial ou simultânea.

Resultados

425 mulheres com câncer de mama triplo negativo foram incluídas nesta análise e 33% dessa população apresentavam status nodal positivo. A resposta imune a danos do DNA foi testada com sucesso em 381 dos 425 pacientes (90%) e 62% apresentaram assinatura positiva. Na análise ajustada por braço de tratamento, status nodal e tamanho do tumor, a assinatura de resposta imune a danos no DNA foi associada a ganho de sobrevida livre de doença (taxa de risco [HR] = 0,67; 95% CI, 0.48 a 0.92; P = 0,015) e ganho de sobrevida global (HR, 0.61; 95% CI, 0.43 a 0.89; P = .010). Aos 3 anos, a sobrevida livre de doença e as taxas de sobrevida global em um subgrupo de pacientes com positividade para resposta imune a danos no DNA e doença T1c / T2N0 foram de 88% e 94%, respectivamente.

A avaliação da densidade do sTIL estava disponível para 423 pacientes (99%). Dessa população, 43% tinham densidade de sTIL ≥ 20%. Na análise ajustada, a densidade de sTIL ≥ 20% vs <20% foi associada a melhor sobrevida livre de doença (HR = 0,70, P = 0,026) e melhor sobrevida global (HR = 0,59, P = 0,004). As taxas em cinco anos foram de 80% vs 70% e 89% vs 78%.

Em conclusão, os resultados do estudo confirmam o papel prognóstico dos sTILs e da assinatura de resposta imune a danos do DNA no câncer de mama triplo negativo em estágio inicial. A assinatura de resposta imune a danos do DNA foi capaz de identificar pacientes com câncer de mama triplo negativo que se beneficiam da quimioterapia adjuvante com esquemas de doxorrubicina / ciclofosfamida.

Referências: Journal of Clinical Oncology - DOI: 10.1200/JCO.19.00693 J


Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner personal2019 250x300p
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
banner onconews spotify 300x150px