17092019Ter
AtualizadoTer, 17 Set 2019 10pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Resultados em cinco anos de dabrafenibe e trametinibe no melanoma metastático

BALANCO MELANOMA bxA combinação de inibidores de BRAF e MEK confere melhor sobrevida livre de progressão e sobrevida global para pacientes com melanoma metastático ou irressecável com mutação BRAF V600E ou V600K. Para determinar as taxas de sobrevida em cinco anos e as características clínicas dos pacientes com benefício durável, pesquisadores revisaram os dados de longo prazo de dois estudos randomizados da terapia combinada (COMBI-d e COMBI-v). Os resultados foram publicados no New England Journal of Medicine.

Foram analisados os dados de sobrevida de pacientes não tratados previamente que receberam o inibidor de BRAF dabrafenibe (150 mg duas vezes ao dia) mais o inibidor da MEK trametinibe (2 mg uma vez ao dia) nos estudos COMBI-d e COMBI-v. A mediana de duração do acompanhamento foi de 22 meses (variação de 0 a 76). Os endpoints primários foram sobrevida livre de progressão (COMBI-d) e sobrevida global (COMBI-v).

Resultados

Um total de 563 pacientes foram randomizados para receber dabrafenibe mais trametinibe (211 no ensaio COMBI-d e 352 no ensaio COMBI-v). As taxas de sobrevida livre de progressão foram 21% (95% IC, 17 a 24) aos 4 anos e 19% (95% IC, 15 a 22) aos 5 anos.

As taxas de sobrevida global foram 37% (95% IC, 33 a 42) aos 4 anos e 34% (95% IC, 30 a 38) aos 5 anos. Na análise multivariada, vários fatores do baseline (por exemplo, performance status, idade, sexo, número de locais com metástase e nível de lactato desidrogenase) foram significativamente associados tanto à sobrevida livre de progressão quanto à sobrevida global. Uma resposta completa ocorreu em 109 pacientes (19%) e foi associada a melhores resultados a longo prazo, com uma taxa de sobrevida global de 71% (95% IC, 62 a 79) em 5 anos.

“O tratamento de primeira linha com dabrafenibe associado a trametinibe proporcionou benefícios em longo prazo em aproximadamente um terço dos pacientes que apresentavam melanoma metastático ou irressecável com mutação BRAFV600E ou V600K”, concluíram os pesquisadores.

Referência: Five-Year Outcomes with Dabrafenib plus Trametinib in Metastatic Melanoma - Caroline Robert, Jean J. Grob, Daniil Stroyakovskiy, Boguslawa Karaszewska, Axel Hauschild, Evgeny Levchenko, Vanna Chiarion Sileni, Jacob Schachter, Claus Garbe, Igor Bondarenko, Helen Gogas, Mario Mandalá et al.


Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519