24082019Sáb
AtualizadoSex, 23 Ago 2019 1pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Quimioterapia contínua melhora desfechos e qualidade de vida no câncer de mama avançado

A quimioterapia contínua apresenta maior benefício em pacientes com câncMAMA bxer de mama avançado, melhorando a sobrevida e mantendo a qualidade de vida em comparação com a programação intermitente. Os dados são do estudo Stop&Go, apresentado no ESMO Breast Cancer Congress, que acontece entre os dias 02 e 04 de maio em Berlim, Alemanha.1,2

O estudo de fase III randomizou 420 pacientes com câncer de mama avançado HER2-negativo para um esquema intermitente (quatro ciclos - intervalo – mais quatro ciclos) ou um esquema contínuo composto pelos mesmos oito ciclos administrados consecutivamente. Tanto o tratamento de primeira linha (paclitaxel mais bevacizumabe) como o tratamento de segunda linha (capecitabina ou doxorrubicina lipossómica não-peguilada) seguiram estes esquemas. Estas análises relatam os desfechos secundários do estudo Stop&Go. O endpoint primário para a segunda linha é a sobrevida livre de progressão (SLP).

As características na randomização foram bem equilibradas. Pacientes com um bom performance status, apenas metástases não viscerais, maior intervalo livre de doença e doença HR-positiva, iniciaram com mais frequência o tratamento de segunda linha do estudo. Pacientes que iniciaram o tratamento de segunda linha (n = 270; 131 vs. 139 nos braços intermitente vs. contínuo) demonstraram uma mediana de SLP na segunda linha de 3,5 versus 5 meses, respectivamente, com um hazard ratio (HR) de 1,04 (95% IC 0,69-1,57). A mediana da sobrevida global em segunda linha foi de 10,6 vs. 12 meses (HR 1,64; 95% IC 1,08 - 2,48).

A mediana da SLP combinada de primeira e segunda linha para essa população foi de 14,6 versus 16,6 meses, com um HR de 1,59 (95% IC 1,04 - 2,45), e a mediana da SG foi de 20,3 vs. 23,0 meses com uma HR de 1,93 (IC 95% 1,26 - 2,95). Para todos os pacientes randomizados (n = 420), a mediana de SLP combinada de primeira e segunda linha foi de 12,7 vs. 13,9 meses, com uma HR de 1,21 (IC 95% 0,9 - 1,63), e a sobrevida global medida aleatoriamente foi 17,1 versus 20,9 meses com uma HR de 1,37 (IC 95% 1,03 - 1,54) para programação intermitente versus contínua, respectivamente.

"Nosso foco principal nesta análise foi sobre a eficácia do tratamento de segunda linha, embora, curiosamente, os resultados de sobrevida global atualizados mostraram que para toda a população (aqueles que receberam apenas primeira linha, ou primeira e segunda linhas de tratamento) a sobrevida também foi melhor com o tratamento contínuo também", afirmou Frans Erdkamp, primeiro autor do estudo e oncologista ​​do Centro Médico de Zuyderland - Sittard-Geleen, Holanda.

Qualidade de vida

As análises de qualidade de vida (QoL) do estudo foram medidas pelos questionários RAND-36 a cada 12 semanas durante o tratamento e acompanhamento do estudo. Todos os pacientes que responderam aos questionários no baseline com dados válidos suficientes foram incluídos. O objetivo primário foi descrever o curso da qualidade de vida física e mental para ambos os braços de tratamento e estimar as diferenças nas mudanças a partir do baseline.

Um total de 398 pacientes foi incluído, com um acompanhamento médio de 11,3 meses (IQR 5,6 - 22,2). Os escores iniciais médios foram de 37,9 e 38,3 para o nível físico e 44,7 e 42,5 para a qualidade de vida mental para o tratamento intermitente e contínuo, respectivamente.

“Com os escores de qualidade de vida física, observamos um declínio linear no braço intermitente, causando uma diferença clinicamente significativa de 5,68 pontos aos 24 meses (p <0,001), enquanto os escores no braço contínuo estabilizaram após um declínio de ± 3,5 pontos aos 12 meses", disse Anouk Claessens, oncologista do Zuyderland Medical Center e primeira autora da análise.

Por outro lado, a qualidade de vida mental foi bastante estável e melhorou em 1,86 (p = 0,012) e 2,53 pontos (p = 0,001) aos 12 meses para tratamento intermitente e contínuo. Quando comparados os braços para ambos os componentes em alterações a partir do baseline, as diferenças máximas foram 3,11 pontos (p = 0,069) para físico e 3,32 pontos (p = 0,057) para escores mentais, ambos medidos em 30 meses. "A comparação do curso da qualidade de vida entre os braços de tratamento mostrou que as diferenças máximas não foram estatisticamente significativas, mas houve uma tendência para escores mais favoráveis ​​no braço contínuo", afirmou.

Os pesquisadores concluíram que a quimioterapia intermitente foi menos efetiva e mostrou uma tendência de pior impacto na qualidade de vida em comparação à quimioterapia contínua no câncer de mama avançado. “Com base em nossas descobertas, é possível supor que os benefícios de uma abordagem contínua podem ser independentes da linha de tratamento. O desafio para a prática clínica é usar agentes que sejam bem tolerados e possam ser mantidos por um período prolongado sem interrupções", acrescentou Claessens.

Nadia Harbeck, professora da Universidade de Munique, observou que os estudos confirmam as diretrizes nacionais e internacionais de que quimioterapia, preferencialmente monoterapia - pelo menos após a primeira linha - deve ser dada continuamente, contanto que seja bem tolerada e eficaz. Até agora, só tínhamos evidências de estudos antigos, com regimes que não são mais utilizados, indicando que a quimioterapia contínua na doença metastática é melhor do que períodos de tratamento mais curtos. Os novos dados do Stop & Go confirmam esses dados mais antigos, agora também com regimes modernos", concluiu.

Referências:

1 Abstract 158P_PR 'Intermittent versus continuous chemotherapy beyond first-line for patients with HER2-negative advanced breast cancer (BOOG 2010-02) - F.L.G. Erdkamp et al. Annals of Oncology, Volume 30, 2019 Supplement 3, doi:10.1093/annonc/mdz095

2 Abstract 159P_PR 'Influence on quality of life of chemotherapy scheduling for patients with advanced HER2-negative breast cancer' - A.K.M. Claessens et al. Annals of Oncology, Volume 30, 2019 Supplement 3, doi:10.1093/annonc/mdz095


Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519