23042019Ter
AtualizadoSeg, 22 Abr 2019 6pm

banner_freud_adv_468x60.jpg

Anvisa aprova cemiplimabe para carcinoma espinocelular de pele

approved NET OKA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro de cemiplimabe (Libtayo®, Sanofi Genzyme), para o tratamento de pacientes diagnosticados com carcinoma espinocelular de pele localmente avançado ou metastático que não sejam candidatos a cirurgia ou radioterapia.

A aprovação foi baseada nos resultados de uma análise combinada de dados do EMPOWER-CSCC-1 - um estudo de fase 2 aberto, multicêntrico, não randomizado - bem como duas coortes de expansão de um estudo de fase 1, aberto, não randomizado. A análise de eficácia incluiu 75 pacientes com doença metastática e 33 pacientes com doença localmente avançada.

Os resultados mostraram uma taxa de resposta objetiva confirmada de 47,2% (95% IC, 38-57) e uma taxa de resposta completa de 4%. Todas as respostas completas ocorreram em pacientes com doença metastática. Alguns pacientes tiveram respostas contínuas de mais de 15 meses no momento da última avaliação, e 61% das respostas duraram pelo menos 6 meses.

Os efeitos colaterais mais comuns do cemiplimabe incluem fadiga, erupção cutânea e diarreia. O medicamento pode causar danos a um feto em desenvolvimento; as mulheres devem ser avisadas do risco potencial para o feto e usar métodos contraceptivos eficazes.

O Brasil é o segundo país a registrar a droga, que já foi aprovada pela Food and Drug Administration (FDA) nos Estados Unidos em setembro do ano passado, onde foi classificado como breakthrough therapy.

Libtayo® foi desenvolvido pela Sanofi em conjunto com a Regeneron, em um acordo global de colaboração.


Publicidade
banner modelo3 newsletter onconews 300x150 pixels
Publicidade
banner astellas2018 v1
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250