24062019Seg
AtualizadoQua, 19 Jun 2019 12pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Nova opção na primeira linha de LLC

LLC Net OKEstudo que avaliou a eficácia da combinação de ibrutinibe e obinutuzumabe versus clorambucil e obinutuzumabe como primeira linha de tratamento na leucemia linfocítica crônica apresentou resultados em artigo de Moreno, C. et al, publicado no Lancet Oncology,

 O iLLUMINATE é um estudo randomizado de fase 3, multicêntrico, que contou com a participação de 74 instituições na Austrália, Canadá, Israel, Nova Zelândia, Rússia, Turquia, União Europeia e Estados Unidos. O estudo inscreveu pacientes com leucemia linfocítica crônica sem tratamento prévio ou linfoma linfocítico de pequenas células, com idade ≥ 65 anos, randomizados (1: 1) para receber ibrutinibe mais obinutuzumabe ou clorambucil mais obinutuzumabe. O endpoint primário foi a sobrevida livre de progressão na população por intenção de tratar.

Resultados

Entre 6 de outubro de 2014 e 12 de outubro de 2015, 229 pacientes foram incluídos e aleatoriamente designados para receber ibrutinibe + obinutuzumabe (n = 113) ou clorambucil + obinutuzumabe (n = 116). Após um acompanhamento médio de 31,3 meses (IQR 29,4–33,2), a sobrevida livre de progressão mediana foi significativamente maior no grupo ibrutinibe + obinutuzumabe (mediana não alcançada [95% CI 33 · 6 – não estimado]) na comparação com o grupo clorambucil + obinutuzumabe (19, 0 meses [15 · 1–22 · 1]; razão de risco 0 · 23; 95% CI 0 15- 0 37; p <0 · 0001). A sobrevida livre de progressão estimada em 30 meses foi de 79% no grupo ibrutinibe + obinutuzumabe e de 31% no braço tratado com clorambucil + obinutuzumabe.

Em relação ao perfil de segurança, os eventos adversos mais comuns de grau 3 ou 4 em ambos os grupos foram neutropenia e trombocitopenia, que ocorreram em 65 (58%) dos 113 pacientes tratados com ibrutinibe+obinutuzumabe e em 40 (35%) dos 115 pacientes tratados com clorambucil e obinutuzumabe.

Em conclusão, a combinação de Ibrutinibe mais obinutuzumabe é eficaz e segura em pacientes com leucemia linfocítica crônica sem tratamento prévio ou linfoma linfocítico de pequenas células, independentemente das características de alto risco (ex. del17p ou mutação de TP53), representando uma opção de tratamento de primeira linha livre de quimioterapia.

Referências:
Moreno, C., Greil, R., Demirkan, F., Tedeschi, A., Anz, B., Larratt, L., … Flinn, I. W. (2018). Ibrutinib plus obinutuzumab versus chlorambucil plus obinutuzumab in first-line treatment of chronic lymphocytic leukaemia (iLLUMINATE): a multicentre, randomised, open-label, phase 3 trial. The Lancet Oncology. doi:10.1016/s1470-2045(18)30788-5


Publicidade
300x250 ad onconews200519
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250