20042021Ter
AtualizadoSeg, 19 Abr 2021 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Painel multigenes e confirmação diagnóstica no câncer de tireoide

gbcp logo atualizada NET OKAproximadamente 20% das aspirações por agulha fina (PAAF) de nódulos tireoideanos têm citologia indeterminada, frequentemente Bethesda categoria III ou IV. Agora, resultados de estudo publicado no Jama Oncology mostram que um painel multigenes (ThyroSeq® Genomic Classifier) aumenta a precisão diagnóstica de nódulos tireoideanos indeterminados, evitando cirurgias desnecessárias para confirmação. O Multigene Genomic Classifier in Thyroid Nodules para a confirmação diagnóstica no cancer da Tireóide demostrou uma sensiblilidade de 94% e especificidade de 82% em nódulos com citologia Bathesda III e IV", afirma Fernando Dias, chefe do Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do INCA e membro do Grupo Brasileiro de Câncer de Cabeça e Pescoço (GBCP). 

Este estudo de coorte prospectivo e cego envolveu 10 centros participantes e 256 pacientes foram considerados elegíveis. Um total de 286 amostras de PAAF de nódulos tireoideanos com citologia III e IV foram submetidas à análise do painel multigene.

Resultados 

Dos 286 nódulos indeterminados na citologia, 206 (72%) eram benignos, 69 (24%) foram classificados como neoplasias foliculares malignas e 11 (4%) como neoplasias não-invasivas com núcleos papilares (NIFTP). Um total de 257 (90%) nódulos (154 Bethesda III, 93 Bethesda IV e 10 Bethesda V) tiveram análise definida pelo painel multigenes, com 61% dos nódulos classificados como negativos e 39% como positivos.

Em nódulos Bethesda III e IV, o teste demonstrou sensibilidade de 94% (95% CI, 86% -98%) e especificidade de 82% (95% CI, 75% -87%), com prevalência de câncer / NIFTP de 28%. O valor preditivo negativo (VPN) foi de 97% (IC95%, 93% -99%) e o valor preditivo positivo (VPP) foi de 66% (IC 95%, 56% -75%). “O alto valor preditivo negativo (97%) demonstra que o teste oferece um perfil genético detalhado desses tumores, podendo modificar a abordagem terapêutica baseada na identificação de alterações moleculares, e permitindo o emprego do que chamamos de "medicina de precisão" para esses doentes", avalia Dias.

Em conclusão, o teste multigenes demonstrou alta sensibilidade e razoável especificidade, indicando que a cirurgia diagnóstica pode ser evitada em até 61% dos pacientes com nódulos indeterminados (Bethesda III a IV) e em até 82% de todos os nódulos benignos com citologia indeterminada. Assim, os autores reforçam que informação sobre alterações genéticas específicas obtidas da PAAF podem ajudar a definir o tratamento individualizado em pacientes com resultado positivo. "Nosso estudo mostrou que o ThyroSeq pode ajudar a evitar a cirurgia na grande maioria dos pacientes com nódulos benignos, onde a biópsia inicial retorna um resultado ambíguo", concluem os autores.

Referência: Performance of a Multigene Genomic Classifier in Thyroid Nodules With Indeterminate Cytology - A Prospective Blinded Multicenter StudyA Prospective Blinded Multicenter Study – David Steward et al - JAMA Oncol. Published online November 8, 2018. doi:10.1001/jamaoncol.2018.4616


Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519