27052022Sex
AtualizadoQui, 26 Maio 2022 7pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Sunitinibe ou pazopanibe no SUS para câncer renal metastático

SUSTermina dia 8 de outubro a Consulta Pública nº 47, que avalia a incorporação de sunitinibe ou pazopanibe no Sistema Único de Saúde (SUS) para o tratamento de pacientes com carcinoma renal de células claras metastático. A Consulta Pública está aberta à participação da comunidade médica para contribuições de caráter técnico-científico, assim como está aberta também a contribuições de pacientes e/ou responsáveis, para que relatem suas experiências com o uso desses medicamentos.

Para participar, basta acessar o site da CONITEC, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do SUS, que através do seu endereço na internet disponibiliza dois formulários eletrônicos: um para contribuições técnico-científicas de especialistas e outro para contribuições da população leiga (http://conitec.gov.br/consultas-publicas#consultas). O objetivo é “promover a participação da sociedade no processo de tomada de decisão para a inclusão de medicamentos e outras tecnologias no SUS”, explica a CONITEC.

O carcinoma de células renais (CCR) é o tipo mais comum de câncer de rim. Cerca de 90% dos tumores renais são CCR e desse universo de 70 a 80% dos casos são tumores de células claras. No Brasil, a incidência é de 7 a 10 casos por 100 mil habitantes nas regiões mais desenvolvidas e globalmente a incidência de CCR aumenta 2% ao ano.

Benefícios

Em pacientes com carcinoma renal de células claras metastático sem tratamento sistêmico anterior, evidências mostram benefício do uso de sunitinibe (Sutent®) ou pazopanibe (Votrient®) versus tratamento sistêmico com citocinas, indicando ganho de sobrevida global (SG) e sobrevida livre de progressão (SLP), com perfil de segurança aceitável.

O relatório de avaliação da CONITEC reconhece o benefício. “O tratamento com sunitinibe quando comparado ao tratamento com IFN-α como primeira linha em pacientes com CCR metastático demonstra benefícios clínicos nos desfechos de eficácia (mediana de SLP de 11 meses versus 5 meses, respectivamente, e mediana de SG de 26,4 meses versus 21,8 meses, respectivamente).

A CONITEC/ também avaliou as evidências com pazopanibe comparado a IFN-α em monoterapia, assim como considerou estudo de Escudier et al. (2014), comparando os diferentes esquemas de tratamento, e a revisão sistemática de Haaland e colaboradores, publicada em 2014.

A análise de custo-efetividade apresentada à CONITEC também sugere benefícios da incorporação de sunitinibe e pazopanibe no SUS para o tratamento do CCR avançado e mostra que em outros países agências como a britânica NICE (National Institute for Health and Clinical Excellence) e o comitê australiano (Pharmaceutical Benefits Advisory Committee - PBAC) também decidiram pela incorporação dos antiangiogênicos na saúde pública.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), que solicitou à CONITEC a incorporação de sunitinibe ou pazopanibe no SUS para o tratamento do CCR metastático, esses são os dois medicamentos mais utilizados em tumores de células claras.


Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519