27012021Qua
AtualizadoTer, 26 Jan 2021 11pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Sunitinibe ou pazopanibe no SUS para câncer renal metastático

SUSTermina dia 8 de outubro a Consulta Pública nº 47, que avalia a incorporação de sunitinibe ou pazopanibe no Sistema Único de Saúde (SUS) para o tratamento de pacientes com carcinoma renal de células claras metastático. A Consulta Pública está aberta à participação da comunidade médica para contribuições de caráter técnico-científico, assim como está aberta também a contribuições de pacientes e/ou responsáveis, para que relatem suas experiências com o uso desses medicamentos.

Para participar, basta acessar o site da CONITEC, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do SUS, que através do seu endereço na internet disponibiliza dois formulários eletrônicos: um para contribuições técnico-científicas de especialistas e outro para contribuições da população leiga (http://conitec.gov.br/consultas-publicas#consultas). O objetivo é “promover a participação da sociedade no processo de tomada de decisão para a inclusão de medicamentos e outras tecnologias no SUS”, explica a CONITEC.

O carcinoma de células renais (CCR) é o tipo mais comum de câncer de rim. Cerca de 90% dos tumores renais são CCR e desse universo de 70 a 80% dos casos são tumores de células claras. No Brasil, a incidência é de 7 a 10 casos por 100 mil habitantes nas regiões mais desenvolvidas e globalmente a incidência de CCR aumenta 2% ao ano.

Benefícios

Em pacientes com carcinoma renal de células claras metastático sem tratamento sistêmico anterior, evidências mostram benefício do uso de sunitinibe (Sutent®) ou pazopanibe (Votrient®) versus tratamento sistêmico com citocinas, indicando ganho de sobrevida global (SG) e sobrevida livre de progressão (SLP), com perfil de segurança aceitável.

O relatório de avaliação da CONITEC reconhece o benefício. “O tratamento com sunitinibe quando comparado ao tratamento com IFN-α como primeira linha em pacientes com CCR metastático demonstra benefícios clínicos nos desfechos de eficácia (mediana de SLP de 11 meses versus 5 meses, respectivamente, e mediana de SG de 26,4 meses versus 21,8 meses, respectivamente).

A CONITEC/ também avaliou as evidências com pazopanibe comparado a IFN-α em monoterapia, assim como considerou estudo de Escudier et al. (2014), comparando os diferentes esquemas de tratamento, e a revisão sistemática de Haaland e colaboradores, publicada em 2014.

A análise de custo-efetividade apresentada à CONITEC também sugere benefícios da incorporação de sunitinibe e pazopanibe no SUS para o tratamento do CCR avançado e mostra que em outros países agências como a britânica NICE (National Institute for Health and Clinical Excellence) e o comitê australiano (Pharmaceutical Benefits Advisory Committee - PBAC) também decidiram pela incorporação dos antiangiogênicos na saúde pública.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), que solicitou à CONITEC a incorporação de sunitinibe ou pazopanibe no SUS para o tratamento do CCR metastático, esses são os dois medicamentos mais utilizados em tumores de células claras.


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519