23012021Sáb
AtualizadoSex, 22 Jan 2021 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Dose e sobrevida no mieloma múltiplo

Angelo Maiolino Foto 2017 NET OKO uso de carfilzomibe a 70 mg/m2 prolongou significativamente a sobrevida livre de progressão versus o esquema duas vezes por semana em pacientes com mieloma múltiplo recorrente ou refratário, com segurança comparável. É o que mostram os resultados da análise interina do estudo ARROW, publicado no Lancet Oncology. "Além de ser mais cômodo para o paciente, nesta dose uma vez por semana os dados de eficácia e segurança também foram positivos", afirma Ângelo Maiolino (foto), hematologista do Americas Centro de Oncologia Integrado e do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ.

O estudo de Fase III randomizou 478 pacientes (1:1) para receber carfilzomibe uma vez por semana (N=240) ou a dose de duas vezes por semana (N=238). Os dados da análise interina mostram que a sobrevida livre de progressão mediana foi maior no grupo tratado com uma dose por semana do que no grupo duas vezes por semana (11,2 meses vs 7,6 meses; [HR] 0,69, IC 95% 0 54- 0,83; p = 0,0029).

Em relação ao perfil de segurança, a incidência de eventos adversos de grau 3 ou superior foi maior no grupo de carfilzomibe uma vez por semana do que no grupo duas vezes por semana (68% vs 62%). Os eventos mais comuns foram anemia, pneumonia e trombocitopenia. Os óbitos relacionados ao tratamento ocorreram em cinco (2%) dos 238 pacientes no grupo uma vez por semana (sepse [n = 1], morte [n = 1], lesão pulmonar aguda [n = 1], síndrome do desconforto respiratório agudo [n = 1], e síndrome de lise tumoral [n = 1]) e em dois (1%) de 235 pacientes no grupo duas vezes por semana (mieloma de células plasmáticas [n = 1] e insuficiência cardíaca congestiva [n = 1]). Houve 58 mortes no grupo uma vez por semana e 68 mortes no grupo duas vezes por semana no momento do corte de dados.

Em conclusão, o estudo sugere que o uso de carfilzomibe semanal parece seguro e mais eficaz com regime posológico em comparação com o esquema duas vezes por semana para o tratamento de pacientes com mieloma múltiplo recorrente ou refratário. "Provavelmente, esta será a posologia utilizada quando a opção for a combinação de carfilzomibe e dexametasona", diz Maiolino.

Referência: Once weekly versus twice weekly carfilzomib dosing in patients with relapsed and refractory multiple myeloma (A.R.R.O.W.): interim analysis results of a randomised, phase 3 study - Moreau P., Mateos M.-V., Berenson J.R., Weisel K., Lazzaro A., Song K., Dimopoulos M.A., (...), Stewart A.K. - (2018) The Lancet Oncology,  19  (7) , pp. 953-964.


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519