27112020Sex
AtualizadoSex, 27 Nov 2020 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Estudo questiona valor da evidência de guidelines do NCCN

GuidelinesEstudo retrospectivo que avaliou 47 moléculas aprovadas pela agência reguladora Food and Drug Administration e recomendadas por guidelines de conduta do National Comprehensive Cancer Network sustenta que o NCCN faz recomendações com fraco valor de evidência em seus guidelines. Os resultados foram publicados no British Medical Journal.

O estudo avaliou todas as recomendações do NCCN a partir de 25 de março de 2016 e examinou 47 medicamentos aprovados pela FDA entre 2011 e 2015 para o tratamento de tumores sólidos e malignidades hematológicas em adultos. Quando o NCCN fez recomendações além das indicações aprovadas pela FDA, a recomendação foi classificada, assim como a força dessa evidência.

Resultados

Os 47 medicamentos foram autorizados para 69 indicações aprovadas pela FDA, enquanto o NCCN recomendou esses medicamentos para 113 indicações, das quais 69 (62%) se sobrepuseram às aprovações da FDA e 44 (39%) foram recomendações adicionais, que extrapolaram as indicações. Entre as recomendações adicionais, 13 (29%) “removiam o tratamento prévio, 7(16%) removiam o tratamento concomitante, 2 (4%) permitiam uma nova combinação e 14 (32%) indicavam o tratamento para uma malignidade diferente”, diz o artigo publicado no BMJ.

Para os autores, esses achados mostram que o NCCN recomenda frequentemente além das indicações aprovadas pela FDA, mesmo para medicamentos mais novos. “A força da evidência citada pelo NCCN que apoia tais recomendações é fraca. Nossas descobertas suscitam preocupação de que a NCCN justifique a cobertura de medicamentos contra o câncer, tóxicos e onerosos, com base em evidências fracas”, escrevem.

A íntegra do estudo está disponível, em acesso aberto.

Referência: Frequency and level of evidence used in recommendations by the National Comprehensive Cancer Network guidelines beyond approvals of the US Food and Drug Administration: retrospective observational study - BMJ 2018; 360 doi: https://doi.org/10.1136/bmj.k668 (Published 07 March 2018) Cite this as: BMJ 2018;360:k668


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519