28112020Sáb
AtualizadoSex, 27 Nov 2020 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Ingestão de fibras e mortalidade em pacientes com câncer colorretal

Fibras Cereais NET OKA ingestão de fibras após o diagnóstico de câncer colorretal tem impacto na mortalidade? Estudo prospectivo que envolveu 1575 pacientes com CCR estádio I a III mostra que sim e conclui que a maior ingestão de fibras, especialmente de cereais, foi associada a menor risco de mortalidade geral e específica para câncer colorretal. O estudo foi publicado no JAMA Oncology dia 2 de novembro.

Embora a alta ingestão de fibras na alimentação tenha sido associada a um menor risco de câncer colorretal, o potencial benefício das fibras entre sobreviventes de CCR permanecia desconhecido. Agora, Song M. e al mostram que os pacientes que aumentaram a ingestão de fibras após o diagnóstico mostraram melhores taxas de sobrevida.

Com o objetivo de avaliar a associação entre mortalidade e ingestão de fibras pós-diagnóstico, os pesquisadores avaliaram 1575 profissionais de saúde com CCR estádio I a III em 2 coortes prospectivos. A mortalidade câncer específica e a mortalidade geral foram determinadas após ajuste para outros preditores potenciais para sobrevida.

O consumo total de fibras, diferentes fontes de fibra e a ingestão de grãos integrais foram avaliados por questionário validado de frequência alimentar, aplicado entre 6 meses e 4 anos após o diagnóstico CCR. O estudo foi realizado de 23 de dezembro de 2016 a 23 de agosto de 2017.

Resultados

Dos 1575 participantes, 963 (61,1%) eram mulheres. A idade média foi de 68,6 anos. Durante uma mediana de 8 anos de seguimento foram documentadas 773 mortes, incluindo 174 por CCR. A alta ingestão de fibras após o diagnóstico foi associada com menor mortalidade. O HR multivariável por cada incremento de 5 g na ingestão por dia foi de 0,78 (IC 95%, 0,65-0,93; P = 0,006) para mortalidade específica para CCR e de 0,86 (IC 95%, 0,79-0,93; P <0,001) para mortalidade por todas as causas.

Em conclusão, a maior ingestão de fibra após o diagnóstico de CCR não metastático está associada a menor mortalidade geral e por CCR. O aumento do consumo de fibras após o diagnóstico pode conferir benefícios adicionais a pacientes com CRC. Cada aumento de ingestão de 5 gramas/dia foi associado a uma mortalidade específica de CCR 18% menor (IC 95%, 7% -28%; P = .002) e 14% menor de mortalidade por todas as causas (IC 95%, 8% -19%; P <0,001).

Quando se considera a fonte de fibra, a fibra de cereal foi associada a menor mortalidade específica para CCR (HR por incremento de 5 g / d, 0,67; IC 95%, 0,50-0,90, P = 0,007) e mortalidade por todas as causas (FC, 0,78; IC 95%, 0,68-0,90; P <0,001). A fibra vegetal foi associada a menor mortalidade por todas as causas (HR, 0,83; IC 95%, 0,72-0,96; P = 0,009), mas não à mortalidade específica para CCR (HR, 0,82; IC 95%, 0,60-1,13; P =. 22). Nenhuma associação foi encontrada para as fibras de frutas. A ingestão total de grãos foi associada a menor mortalidade específica para CCR (HR por incremento de 20 g/d, 0,72; IC 95%, 0,59-0,88; P = 0,002).

O câncer colorretal (CCR) é o terceiro câncer mais comum e a terceira principal causa de morte por câncer nos Estados Unidos. No Brasil, dados do INCA estimam 34.280 novos casos em 2017, sendo 16.660 em homens e 17.620 em mulheres.

Referência: Fiber Intake and Survival After Colorectal Cancer Diagnosis. JAMA Oncol. - Song M, Wu K, Meyerhardt JA, Ogino S, Wang M, Fuchs CS, Giovannucci EL, Chan AT - Published online November 02, 2017. doi:10.1001/jamaoncol.2017.3684

 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519