30072021Sex
AtualizadoQui, 29 Jul 2021 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

A carga global do câncer em jovens adultos

roda jovens bxEm 2012, quase um milhão de novos casos de câncer foram diagnosticados em jovens adultos de 20 a 39 anos, com mais de 358 mil mortes em todo o mundo. É o que mostra estudo que considerou dados do GLOBOCAN 2012 e pesquisou mais de 27 tipos de câncer entre jovens de 20 a 39 anos. Os resultados mostram que a carga do câncer nessa população varia substancialmente por idade, sexo, nível de desenvolvimento e região geográfica. Os dados também mostram que embora a carga de câncer seja menor nesse grupo etário, o impacto social e econômico é elevado, refletindo alta morbidade e mortalidade, além de evidenciar a necessidade de modelos de assistência mais dirigidos a esse perfil de pacientes.

Até o momento, jovens adultos raramente foram objeto de estudo sobre o perfil da incidência e mortalidade por câncer. Neste estudo de base populacional, Fidler et al definiram cânceres de jovens adultos como aqueles que ocorrem entre 20 e 39 anos, considerando que esses indivíduos passaram pela puberdade e adolescência, mas ainda não experimentaram os efeitos do declínio hormonal, deterioração da resposta imune ou disfunção orgânica associados a condições de saúde crônicas.

Os pesquisadores relataram o número de novos casos de câncer e mortes associadas a doença utilizando taxas ajustadas por idade (ASR, da sigla em inglês) por 100.000 pessoas/ano. Os resultados também foram estratificados a partir de quatro diferentes níveis de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), considerando nível baixo [menos desenvolvido], médio, alto e muito alto [mais desenvolvido]). O IDH é um indicador que avalia o desenvolvimento socioeconômico, incluindo expectativa de vida, educação e renda nacional.

A 10ª revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID) foi utilizada para definir 27 dos principais tipos de câncer no registro do GLOBOCAN 2012.

Resultados

975 396 novos casos de câncer e 358 392 mortes associadas ao câncer ocorreram entre adultos jovens em todo o mundo em 2012, o que equivale a um ASR de 43,3 novos casos de câncer por 100 000 pessoas por ano e 15,9 mortes por câncer por 100 000 pessoas por ano.

A carga do câncer foi desproporcionalmente maior entre as mulheres. Os tipos de câncer mais comuns em termos de novos casos foram câncer de mama feminino, câncer cervical, câncer de tireoide, leucemia e câncer colorretal. Em termos de óbitos, câncer de mama feminino, câncer de fígado, leucemia e câncer cervical foram os principais.

Quando avaliados o nível de desenvolvimento e a região geográfica, o perfil do câncer variou substancialmente. A carga do câncer associado à infecção foi maior nas regiões em desenvolvimento. A incidência de câncer foi elevada em regiões de IDH muito alto em comparação com regiões de baixo IDH (ASR 64,5 vs 46,2 casos de câncer por 100 000 pessoas por ano).No entanto, a carga de mortalidade foi 3 vezes maior nas regiões de baixo IDH (ASR 25,4 contra 9,2 mortes associadas ao câncer por 100 000 pessoas por ano).

Para os autores, a carga global do câncer entre jovens de 20 a 39 anos difere do perfil da doença na população mais nova ou na faixa etária mais avançada e varia substancialmente por idade, sexo, nível de desenvolvimento e região geográfica. Os resultados mostram a necessidade de ações de vigilância, prevenção e tratamento para reduzir a carga de câncer neste grupo etário.

O câncer é uma das principais causas de morbidade e mortalidade em todas as faixas etárias em economias desenvolvidas e em transição. Até hoje, a pesquisa se concentrou no câncer pediátrico e no câncer de adultos mais velhos, deixando fora dos dados uma grande parcela da população em uma fase extremamente produtiva da vida. Como resultado, em termos relativos, os cânceres que ocorrem em adultos jovens são pouco representados nos dados disponíveis na literatura, investigados em menor grau. Os autores sustentam que esses tipos de câncer são uma ponte entre a oncologia pediátrica e adulta e representam um espectro distinto de doenças.

O estudo foi financiado pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC), Instituto Marie Curie e programa COFUND da Comissão Europeia. Novos estudos são necessários para a maior compreensão do câncer nesta faixa etária e para melhorar os resultados associados ao câncer em adultos jovens.

Referências:

Cancer incidence and mortality among young adults aged 20–39 years worldwide in 2012: a population-based study
Fidler, Miranda M et al.
The Lancet Oncology , Volume 0 , Issue 0 ,
Published: 27 October 2017

Estudo disponível em acesso aberto


Publicidade
NEXT FRONTIERS 2021
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519