25112020Qua
AtualizadoTer, 24 Nov 2020 4pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

Rastreamento do câncer de ovário em mulheres de alto risco

C__ncer_Ov__rio.jpgNovos dados fortalecem evidências do valor do rastreamento do câncer de ovário em mulheres de alto risco. É o que mostra estudo publicado no JCO que avaliou mais de 4 mil mulheres no Reino Unido para estabelecer o desempenho da triagem com o antígeno CA-125 com base no algoritmo de risco (ROCA - Risk of Ovarian Cancer Algorithm).

Entre 14 de junho de 2007 e 15 de maio de 2012 os pesquisadores inscreveram 4.348 mulheres com risco de câncer de ovário (CO) ou câncer de falópio (FTC) ≥ 10%, recrutadas a partir de 42 instituições. As participantes foram submetidas à triagem baseada no algoritmo ROCA, a cada 4 meses. Aquelas com resultados normais realizaram a ecografia transvaginal (ETV) anualmente, enquanto mulheres que apresentaram resultados anormais de ROCA realizaram ETV a cada 2 meses.  A salpingo-ooforectomia redutora de risco foi incentivada ao longo do estudo.
 
Resultados
 
Após um seguimento mediano de 4,8 anos, 19 pacientes foram diagnosticadas com câncer de ovário/ câncer de falópio invasivo , sendo 13 diagnósticos na tela da ETV e seis ocultos identificados na salpingo-ooforectomia. Não ocorreram casos de câncer de intervalo.
 
Dez (52,6%) dos 19 diagnósticos de câncer de ovário/câncer de falópio foram de fase I a II (IC, 28,9% a 75,6%). Dos 13 casos detectados na ETV, cinco (38,5%) eram estádio I a II (IC, 13,9% a 68,4%). Dos seis tipos de câncer oculto, cinco (83,3%) eram estádio I- II (IC, 35,9% a 99,6%). A sensibilidade do modelo, o valor preditivo positivo e o valor preditivo negativo para detecção de CO / FTC dentro de um ano foram 94,7% (IC, 74,0% a 99,9%), 10,8% (6,5% a 16,5%) e 100% A 100%), respectivamente.  
 
Sete (36,8%) dos 19 casos de câncer diagnosticados no período inferior a 1 ano eram estadios IIIb a IV (CI, 16,3% a 61,6%), enquanto 18 (94,8%) apresentavam doença residual zero (com menor complexidade cirúrgica.
 
Em conclusão, o estudo mostra que a triagem baseada em ROCA é uma opção para mulheres com alto risco de câncer de ovário/câncer de falópio, com alta sensibilidade e mudança significativa no estadiamento. No entanto, ainda não há dados para identificar se esta estratégia melhora a sobrevida em mulheres de alto risco selecionadas.
 
Referência: Evidence of Stage Shift in Women Diagnosed With Ovarian Cancer During Phase II of the United Kingdom Familial Ovarian Cancer Screening Study - Adam N. Rosenthal, Lindsay S.M. Fraser, Susan Philpott, Ranjit Manchanda, Matthew Burnell, Philip Badman, Richard Hadwin, Ivana Rizzuto, ... - DOI: http://dx.doi.org/10.1200/JCO.2016.69.9330


 

 

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519