01122020Ter
AtualizadoSeg, 30 Nov 2020 1am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Seleção molecular no câncer colorretal

Colorretal_OK_NET_OK_ASCO_2016.jpgPara ajudar a estabelecer o padrão de cuidados no câncer colorretal, o Journal of Clinical Oncology publicou uma diretriz com recomendações para a seleção terapêutica, a partir do teste molecular. A análise do status mutacional é indispensável para melhorar o atendimento ao paciente e orientar as terapias direcionadas ao receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR).

“A biologia molecular é fundamental, seja na indicação de terapia anti EGFR, na determinação de prognóstico através da avaliação de mutação de BRAF nos tumores microssatélites estáveis ou na indicação de terapia adjuvante nos casos estadio II através da pesquisa de instabilidade de microssatélites”, explica Cristovam Scapulatempo Neto, Diretor Científico da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP), Coordenador da Patologia do grupo COI e Orientador da Pós-Graduação do Hospital de Câncer de Barretos.
 

“O guideline reforça ainda a necessidade de um material de alta qualidade, tratado de forma adequada desde o momento da sua retirada do paciente, para um teste confiável”, acrescenta o especialista.

Estudos iniciais demonstraram que pacientes com mutações ativadoras de KRAS que afetam os códons 12 e 13 do exon 2 não se beneficiam da terapia anti-EGFR. Estudos subsequentes descreveram mutações envolvendo outros exons de KRAS e NRAS, BRAF, PIK3CA e PTEN capazes de afetar a resposta às terapias anti-EGFR.

Afinal, que biomarcadores são úteis para selecionar pacientes com câncer colorretal para receber terapias-alvo e tratamentos convencionais? Como os espécimes de tecido devem ser processados ​​para realizar os testes? As diretrizes são resultado da análise de um painel de especialistas sobre uma ampla base de dados, com mais de 4 mil artigos científicos, e buscam responder questões que estão presentes no dia a dia do consultório. 
 
O guideline tem a chancela de diferentes sociedades médicas norte-americanas, entre elas a ASCO e o Colégio Americano de Patologia.  
 
Referências: Molecular Biomarkers for the Evaluation of Colorectal Cancer: Guideline From the American Society for Clinical Pathology, College of American Pathologists, Association for Molecular Pathology, and the American Society of Clinical Oncology - Antonia R. Sepulveda et al - DOI: 10.1200/JCO.2016.71.9807 Journal of Clinical Oncology - published online before print February 6, 2017
 

 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519