02122020Qua
AtualizadoSeg, 30 Nov 2020 1am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Inotuzumab Ozogamicina recebe designação Breakthrough Therapy do FDA para LLA

ASH_Sangue_NET_OK.jpgO anticorpo-droga conjugado (ADC) inotuzumab ozogamicina recebeu do FDA a designação de Terapia Breakthrough para leucemia linfoblástica aguda (LLA). A decisão da agência norte-americana foi baseada nos resultados do estudo de fase III INO-VATE ALL, que comprovaram a superioridade do anticorpo droga-conjugado frente ao tratamento padrão.

O estudo INO-VATE ALL inscreveu 326 pacientes adultos com LLA CD22-positivo recidivado ou refratário e comparou o uso do ADC inotuzumab ozogamicina com a quimioterapia padrão. Os resultados preliminares do ensaio, anunciados em abril de 2015 e apresentados no 20º Congresso da Associação Europeia de Hematologia (EHA), mostraram que o tratamento atingiu seu primeiro endpoint primário ao demonstrar uma taxa de remissão hematológica completa mais elevada em comparação com a obtida com o padrão de quimioterapia.O estudo tem dois endpoints primários, a taxa de remissão hematológica completa e a sobrevida global, que ainda terá apresentação de dados mais maduros.

No INO-VATE ALL, o inotuzumab ozogamicina foi administrado por via intravenosa uma vez por semana durante três semanas, para um ciclo de três a quatro semanas até seis ciclos. As opções de quimioterapia incluíram fludarabina, citarabina e G-CSF (FLAG); citarabina dose elevada (HIDAC); ou citarabina e mitoxantrone.

"Inotuzumab ozogamicina é o terceiro medicamento oncológico da Pfizer a receber do FDA essa aprovação acelerada, ressaltando nosso compromisso com a pesquisa e desenvolvimento inovador de necessidades não satisfeitas. A designação nos permitirá trabalhar mais próximos com o FDA para trazer esta importante terapia para os pacientes o mais rapidamente possível", disse Mace Rothenberg, vice-presidente senior de Desenvolvimento Clínico e Assuntos Médicos e diretor médico da Pfizer Oncology. 

Sobre a leucemia linfoblástica aguda (LLA)

A leucemia linfoblástica aguda (LLA) é um tipo agressivo de leucemia com mau prognóstico em adultos1. O tratamento padrão é quimioterapia intensiva a longo prazo2. Em 2015, estima-se que 6.250 casos de LLA serão diagnosticados nos Estados Unidos3, com cerca de 1 em cada 3 casos em adultos. Apenas cerca de 20% a 40% dos adultos recém-diagnosticados com LLA são curados com os esquemas de tratamento atuais4. Para os pacientes adultos com LLA recidivado ou refratário, a taxa de sobrevida global em cinco anos é inferior a 10%5

Sobre inotuzumab ozogamicina

Inotuzumab Ozogamicina é um anticorpo-droga conjugado (ADC) investigacional composto por um anticorpo monoclonal (mAb) que tem como alvo o CD226, um antígeno da superfície celular expressa em aproximadamente 90% das malignidades de células-B7, ligados a um agente citotóxico.
 
Quando o ADC se liga ao antígeno CD22 nas células B malignas, é internalizado na célula, onde o agente citotóxico calique amicina é liberado para destruir a célula8.
Inotuzumab ozogamicina é fruto de uma colaboração entre a Pfizer e a Celltech, agora UCB.
 
Referências:
 
1 - NationalCancerInstitute: AdultAcuteLymphoblasticLeukemiaTreatment (PDQ®) - General InformationAboutAdultAcuteLymphoblasticLeukemia (ALL). Availableat:http://www.cancer.gov/cancertopics/pdq/treatment/adultALL/HealthProfessional/page1. Accessed July 11, 2015.
 
2 - American CancerSociety: Typicaltreatmentofacutelymphocyticleukemia. Available at: http://www.cancer.org/cancer/leukemia-acutelymphocyticallinadults/detailedguide/leukemia-acute-lymphocytic-treating-typical-treatment. Accessed July 11, 2015.
 
3 - American CancerSociety: What are thekeystatisticsaboutacutelymphocyticleukemia? Available at: http://www.cancer.org/cancer/leukemia-acutelymphocyticallinadults/detailedguide/leukemia-acute-lymphocytic-key-statistics. AccessedFebruary 18, 2015.
 
4 - ManalBasyouni A. et al. Prognosticsignificanceofsurvivinand tumor necrosisfactor-alpha in adultacutelymphoblasticleukemia. doi:10.1016/j.clinbiochem.2011.08.1147.
 
5 - Fielding A. et al. Outcomeof 609 adultsafterrelapseofacutelymphoblasticleukemia (ALL); an MRC UKALL12/ECOG 2993 study. Blood. 2006; 944-950.
 
6 - Clinicaltrials.gov. A StudyofInotuzumabOzogamicin versus Investigator'sChoiceofChemotherapy in PatientswithRelapsedorRefractoryAcuteLymphoblasticLeukemia. Available at: http://www.clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT01564784?term=inotuzumab&rank=7. Accessed July 11, 2015.
 
7 - Leonard J et al. Epratuzumab, a Humanized Anti-CD22 Antibody, in Aggressive Non-Hodgkin'sLymphoma: a Phase I/II ClinicalTrialResults. ClinicalCancerResearch. 2004; 10: 5327-5334.
 
8 - DiJoseph JF. AntitumorEfficacyof a Combinationof CMC-544 (InotuzumabOzogamicin), a CD22-Targeted CytotoxicImmunoconjugateofCalicheamicin, andRituximabagainst Non-Hodgkin's B-CellLymphoma. ClinCancer Res. 2006; 12: 242-250.
 

 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519