10082022Qua
AtualizadoTer, 09 Ago 2022 8pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Câncer de pulmão pode ficar latente por 20 anos

pulm__o_NET_OK.jpgA revista Science publicou na edição de outubro os resultados da pesquisa realizada pelo Cancer Research do Reino Unido, que demonstrou que o câncer pulmonar pode permanecer latente por mais de 20 anos antes de se manifestar na forma agressiva da doença. 

A equipe de pesquisadores britânicos descobriu que após os primeiros erros genéticos que causam o câncer de pulmão, ele pode existir por muitos anos sem ser detectado, até que fatores adicionais acabem por desencadear o rápido crescimento da doença.

O estudo destaca a necessidade de métodos mais eficazes para detectar mais cedo o câncer de pulmão. Atualmente, dois terços dos pacientes são diagnosticados com formas avançadas da doença, quando os tratamentos são menos propensos a resultados bem sucedidos.

O líder da pesquisa, Charles Swanton, do Cancer Research UK, lembra que a sobrevida dos pacientes de câncer de pulmão permanece devastadoramente baixa e os novos tratamentos têm impacto limitado. “Ao compreender como se desenvolve a doença, abrimos a esperança de que podemos começar a prever seus próximos passos", projeta.

O raciocínio é óbvio: identificar a doença antes que ela prossiga por diferentes vias evolutivas traz a possibilidade de fazer uma diferença real na vida dos pacientes. "Esta pesquisa destaca a necessidade de encontrar melhores formas de detectar precocemente o câncer de pulmão”, diz Nic Jones, cientista-chefe da Cancer Research UK. Mais de 40 mil pessoas são diagnosticadas com câncer de pulmão a cada ano e, apesar de recentes avanços no tratamento, a doença continua como um dos maiores desafios, com menos de 10% de sobrevida cinco anos após o diagnóstico.

A heterogeneidade da doença explica porque as drogas-alvo têm sucesso limitado. Em função da grande variedade de falhas encontradas nos tumores de pulmão, mesmo inibindo mutações específicas, outras áreas do tumor ficam em atividade.

O estudo também destacou o papel do tabagismo no desenvolvimento do câncer de pulmão e reforçou as evidências de que muitas das falhas genéticas precoces são causadas pelo hábito Com base neste trabalho, a Cancer Research UK financia o estudo TRACERx para investigar como os tumores de pulmão sofrem mutações e podem se adaptar ou tornar-se resistente aos tratamentos.

Referência: http://www.cancerresearchuk.org/about-us/cancer-news/press-release/2014-10-09-researchers-reveal-lung-cancer-can-stay-hidden-for-over-20-years

*de Bruin, E.C. et al. Spatial and temporal diversity in genomic instability processes defines lung cancer evolution. Science (2014)

Publicidade
Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
FARMAUSA
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519