30062022Qui
AtualizadoQua, 29 Jun 2022 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Movimento #VAIPORMIM alerta para prevenção do câncer de intestino

VaiporMim_NET_OK.jpgA Associação Brasileira de Prevenção ao Câncer de Intestino – ABRAPRECI apoia o Movimento #VaiPorMim, que tem o objetivo de sensibilizar a sociedade para a seriedade do câncer de intestino, engajando a família na prevenção e diagnóstico precoce. Trata-se de uma iniciativa da Johnson & Johnson Medical Brasil e Roche, com apoio da ABRAPRECI, Sociedade Brasileira de Coloproctologia e NewContent.

Focada nas mídias digitais, #VaiPorMim aborda o tema de forma simples e interativa, com histórias reais de famílias que passaram pelo câncer de intestino.
 
O Movimento convida a população a gravar um vídeo incentivando aqueles que amam a cuidar da saúde fazendo exames preventivos e buscando o diagnóstico precoce. O vídeo estará disponível no site www.movimentovaipormim.com.br.

Por meio de aplicativo, é possível compartilhamento de uma mensagem gravada nas redes sociais, além de fotos customizadas.

“O câncer é uma doença que atinge não só o paciente, mas a todos a sua volta. No caso da neoplasia de intestino, quanto antes a doença for identificada melhores as chances do tratamento e de cura. Por isso vamos sensibilizar as pessoas por meio da única voz que elas escutam: a da própria família”, afirma a cirurgiã Angelita Gama, presidente da ABRAPRECI e especialista no tratamento do câncer de intestino.
 
No vídeo de divulgação da campanha, familiares de pacientes contam emocionados como foi enfrentar o diagnóstico do câncer de intestino e apoiar quem tanto amam em um momento difícil. “Foi bem duro, com filhos tão pequenos e tanta incerteza do futuro. Você pensar em um câncer, com menos de 40 anos, cai na vida do casal como uma bomba”, relata Antônio Sérgio, marido da Adriana, que descobriu o câncer em 2009, aos 39 anos. Após sentir muitas dores abdominais, o médico sugeriu uma colonoscopia que detectou a doença. Sabendo da gravidade do tumor, Adriana pediu ao pai que também fizesse o exame: deu positivo. Ele iniciou o tratamento e, como a filha, conseguiu se livrar da doença. Histórias como essa, poderiam ter desfechos infelizes, caso o câncer não tivesse sido descoberto precocemente.
 
 

Publicidade
Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
FARMAUSA
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519