28092021Ter
AtualizadoSeg, 27 Set 2021 6pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Diretrizes para expansão da medicina nuclear

logo_SBMN_NET_OK.jpgA recém-criada "Comissão Permanente de Desenvolvimento e Expansão da Medicina Nuclear" terá como principal objetivo a ampliação dos benefícios da medicina nuclear para a população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS). “Queremos entender porque essa população não tem acesso à medicina nuclear e definir estratégias para mudar esse cenário”, afirmou Claudio Tinoco, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN).

Promovido pela SBMN em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), representado Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e pelo IPEN, e com o Ministério da Saúde (MS), o Workshop "Plano Nacional de Expansão da Medicina Nuclear", realizado no mês de maio no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) buscou debater as fragilidades da medicina nuclear no Brasil e as ações para superá-las.
 
Uma das primeiras medidas a serem tomadas pela nova comissão permanente será a criação de grupos de trabalho com focos na criação de protocolos e procedimentos ligados à prática da especialidade, bem como nas questões relativas a insumos e reajustes dos procedimentos praticados no âmbito do SUS.
 
A ampliação da abordagem em medicina nuclear na grade dos cursos de medicina e qualificação na formação dos especialistas, bem como a necessidade de aumentar a produção científica nacional neste campo foram pontos levantados como pilares do Plano.

 
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519