18062021Sex
AtualizadoQui, 17 Jun 2021 6pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Top 10 em tumores gastrointestinais

Renata Dalpino NET OKPromovido pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o Top 10 em Tumores Gastrointestinais aconteceu dia 02 de setembro, em São Paulo, reunindo especialistas para discutir os dez estudos científicos com maior impacto na oncologia gastrointestinal publicados nos últimos 12 meses nas principais revistas cientificas internacionais. A oncologista Renata D'Alpino (foto), coordenadora de Tumores Gastrointestinais e Neuroendócrinos do Hospital, comenta os trabalhos.

Por Renata D’Alpino

Foram debatidos dez trabalhos, sendo 7 em oncologia, 1 em radioterapia, 1 em patologia e 1 em cirurgia oncológica. Cada discutidor apresentou o artigo em 20 minutos, contextualizando para a prática clínica brasileira.

Optimal fractionation of preoperative radiotherapy and timing to surgery for rectal cancer (Stockholm III): a multicentre, randomised, non-blinded, phase 3, non-inferiority trial. Apresentado pela rádio-oncologista Patrícia Aguilar, o estudo mostrou que na radioterapia "short-course" neoadjuvante em câncer de reto com realização de cirurgia "atrasada" em 4 a 8 semanas (ao invés do padrão de uma semana) é não-inferior e implica em menores eventos adversos pós-operatórios.

Gastric Cancer With Primitive Enterocyte Phenotype. An Agressive Subgroup of Intestinal-type Adenocarcinoma. Este artigo, debatido pelo patologista Evandro Sobroza, trouxe para a nossa atenção que câncer gástrico com fenótipo primitivo, traduzido pela positividade de alguns marcadores imuno-histoquímicos (como AFP, GPC3, CLDN6 e SALL4), constitui um subtipo com maior agressividade.

Phase 3 Trial of 177Lu-Dotatate for Midgut Neuroendocrine Tumors. A oncologista Rachel Riechelmann apresentou estudo que consolidou o Lutécio em combinação com Octreotida LAR 30 mg como uma nova arma no tratamento de tumores neuroendócrinos bem-diferenciados de midgut em progressão e que expressam receptores de somatostatina através de octreoscan, ao prolongar de maneira significativa e robusta a sobrevida livre de progressão quando comparado a octreotida LAR 60 mg. Infelizmente, tal terapêutica ainda não está no rol da ANS, embora possa ser realizada em alguns centros no Brasil.

The relevance of primary tumour location in patients with metastatic colorectal cancer: A meta-analysis of first-line clinical trials. Debatido pelo oncologista Thiago Jorge, esta metanálise corroborou os dados de que tumores de cólon RAS selvagem localizados a esquerda apresentam ganho de sobrevida global e taxa de resposta com o uso de terapia anti-EGFR em combinação com quimioterapia na primeira linha.

Regorafenib for patients with hepatocellular carcinoma who progressed on sorafenib treatment (RESORCE): a randomised, double-blind, placebo-controlled, phase 3 trial. O oncologista Ariel Kann apresentou estudo que mostra que pacientes com hepatocarcinoma avançado se beneficiam do uso de regorafenibe em segunda linha, tornando esta droga a única até o presente momento a mostrar benefício de sobrevida global após falha a sorafenibe em hepatocarcinoma.

Mismatch Repair Deficiency, Microsatellite Instability, and Survival : An Exploratory Analysis of the Medical Research Council Adjuvant Gastric Infusional Chemotherapy (MAGIC) Trial. A oncologista Fernanda Capareli debateu esta interessante análise do estudo MAGIC que levantou a questão sobre o excelente prognóstico de pacientes com câncer gástrico operado que possuem deficiência das proteínas de reparo e/ou instabilidade microssatélite e sobre o fato de que muito provavelmente estes pacientes não se beneficiam de quimioterapia peri-operatória.

Effect of Neoadjuvant Chemotherapy Followed by Surgical Resection on Survival in Patients With Limited Metastatic Gastric or Gastroesophageal Junction Cancer. The AIO-FLOT3 Trial. O cirurgião Laercio Lourenço discutiu este interessante estudo que levanta a hipótese de que pacientes altamente selecionados com câncer gástrico metastático que responderam à 4 ciclos de FLOT podem se beneficiar de ressecção cirúrgica.

Mismatch-repair deficiency predicts response of solid tumors to PD-1 blockade. Este estudo que já vinha causando alvoroço no meio acadêmico foi debatido pelo oncologista Diogo Bugano e consolidou nosso conhecimento de que tumores metastáticos com deficiência das proteínas de reparo, independentemente do sítio de origem, respondem de maneira brilhante a bloqueio de PD-1.

Best time to assess complete clinical response after chemoradiotherapy in squamous cell carcinoma of the anus (ACT II): a post-hoc analysis of randomised controlled phase 3 trial. Debatido pela oncologista Tercia de Sousa, este interessante artigo veio nos mostrar que boa proporção dos pacientes com câncer de canal anal que não apresentaram resposta clínica completa após o término da quimiorradioterapia nas semanas 11 ou 18 podem ainda atingirem resposta completa na 26ª semana.

Comparison of adjuvant gemcitabine and capecitabine with gemcitabine monotherapy in patients with resected pancreatic cancer (ESPAC-4): a multicentre, open-label, randomised, phase 3 trial. O estudo ESPAC-4 foi apresentado pelo oncologista Cheng Tzu. O trabalho estabeleceu um novo padrão de quimioterapia adjuvante para os pacientes com câncer de pâncreas ressecado com a combinação de gencitabina e capecitabina, a qual conferiu ganho de sobrevida global quando comparada a apenas gencitabina.

Publicidade
NEXT FRONTIERS 2021
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519