20092019Sex
AtualizadoQua, 18 Set 2019 3pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Watch and wait no câncer de reto

Rodrigo Oliva Perez 2018 NET OKRodrigo Oliva Perez (foto), cirurgião do Instituto Angelita & Joaquim Gama e coordenador da área de cólon e reto do Centro Oncológico da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo é co-autor de estudo multicêntrico publicado no The Lancet que avalia a estratégia de Watch & Wait (W&W) para o tratamento do câncer de reto. O trabalho é a maior série já publicada com a estratégia e descreve a experiência com de 47 centros em 15 países. O especialista comentou o trabalho para o Onconews.


Avaliação automatizada da densidade mamária em exames de rastreamento

Mama News 1 NET OKEstudo de Moshina et al. publicado na revista Radiology avaliou o uso da análise volumétrica automatizada da densidade mamária em exames de rastreamento na Noruega. O objetivo foi comparar a performance do rastreamento populacional de acordo com a densidade mamária avaliada de forma objetiva por um software. Os especialistas em radiologia mamária Almir Galvão Vieira Bitencourt e Juliana Alves de Souza, do Núcleo de Diagnósticos por Imagem do A.C.Camargo Cancer Center, comentam os achados.

Imunoterapia: alerta de segurança no câncer urotelial

Dzik NET OKO oncologista Carlos Dzik (foto), especialista em tumores geniturinários e Titular de Oncologia Clínica do Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês, comenta a nota de alerta do FDA em relação ao uso de pembrolizumabe e atezolizumabe em 1a linha para pacientes com carcinoma urotelial de bexiga, ureter ou pelve renal metastático ou localmente avançado e que sejam inelegíveis para receber cisplatina.

Resistência a inibidores de PARP

GBOP NET OKO sistema ficou conhecido como CRISPR-Cas9 e foi graças a ele que estudo liderado pelo Instituto de Pesquisa em Câncer da Inglaterra deu um passo fundamental para compreender a resistência a inibidores de PARP. Os achados foram publicados na Nature Communications e têm implicações importantes para a prática clínica. André Murad e José Claudio Casalli*, Coordenadores do Grupo Brasileiro de Oncologia de Precisão (GBOP) comentam para o Onconews.

Associação de radioterapia a terapias-alvo e imunoterapia

Hanriot Net OK 2Uma nova diretriz da American Society for Radiation Oncology (ASTRO) avalia abordagens pré-clínicas e clínicas combinando radioterapia com terapia-alvo molecular e imunoterapia. O rádio-oncologista Rodrigo Hanriot (foto), coordenador do serviço de Radioterapia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, comenta o guideline.

Estudo brasileiro explora assinaturas moleculares de células-tronco nos tumores

Tathiane Malta NET OKA relação existente entre câncer e células-tronco foi explorada em estudo  liderado por brasileiros e publicado na revista Cell em abril. Os pesquisadores utilizaram dados moleculares de células-tronco pluripotentes humanas e compararam com dados de amostras tumorais com o objetivo de prever a agressividade do tumor e/ou o desfecho clínico. A primeira autora do artigo, Tathiane Malta (foto), pós-doutoranda do Departamento de Genética da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), comenta os principais achados.

Neoadjuvância no câncer de colo uterino – onde estamos?

Graziela SFBO 1 NET OKEstudo apresentado na ESMO em 2017 e recentemente publicado no Journal of Clinical Oncology1 tentou responder se o uso de quimioterapia neoadjuvante seguida de cirurgia seria comparável ao uso de quimioradioterapia (QTRT) em pacientes com câncer de colo uterino. O trabalho é tema da análise da oncologista Graziela Zibetti Dal Molin (foto), fellow em onco-ginecologia no MD Anderson Cancer Center e membro do Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos (EVA/GBTG).


Publicidade
banner personal2019 250x300p
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519