15102019Ter
AtualizadoSeg, 14 Out 2019 7pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Novo conceito em LLC

baiocchi chaitone ash2018Em vídeo gravado no ASH 2018, os hematologistas Carlos Chiattone e Otavio Baiocchi analisam o cenário da Leucemia Linfocítica Crônica (LLC) e os avanços apresentados no maior encontro da hematologia mundial.


Daratumumabe aumenta a sobrevida livre de progressão no mieloma múltiplo inelegível ao transplante

Thierry Facon ASH2018 NET OKResultados de uma análise interina do estudo internacional de fase III MAIA mostraram que a adição da imunoterapia daratumumabe (DARA) à terapia padrão com lenalidomida e dexametasona (Rd) prolongou significativamente a sobrevida livre de progressão em pacientes com mieloma múltiplo recém diagnosticados não elegíveis para transplante de células-tronco. Os dados do estudo MAIA, selecionado como late-breaking abstract na ASH 2018, foram apresentados por Thierry Facon (foto), principal autor do trabalho e médico do Hospital Claude Huriez em Lille, França.

Identificada mutação na proteína BCL2 que causa resistência a venetoclax

Piers Blombery ASH18 NET OKPesquisadores australianos identificaram uma mutação genética (Gly101Val) na proteína BCL2 que causa resistência à terapia-alvo venetoclax em pacientes com leucemia linfocítica crônica (LLC). O estudo foi apresentado por Piers Blombery (foto), do Peter MacCallum Cancer Center e Royal Melbourne Hospital, durante a sessão de late-breaking abstracts do ASH 2018 e publicado simultaneamente no periódico Cancer Discovery.

Uso de anticoagulantes orais em pacientes com câncer

Alok Khorana ASH2018 NET OKUm novo estudo sugere que a administração do anticoagulante oral direto (DOAC) rivaroxabana pode reduzir o risco de tromboembolismo venoso (TEV) em pacientes submetidos a tratamentos contra o câncer sem aumentar substancialmente o risco de problemas de sangramento. Os resultados do estudo CASSINI foram apresentados pelo oncologista Alok A. Khorana (foto), da Cleveland Clinic Lerner College of Medicine e Case Western Reserve University, na sessão de late-breaking abstracts da ASH 2018.

Eventos adversos tardios da CAR T-cells anti-CD19

ANA CORDEIRO ASH2018 11 NET OKEstudo apresentado no ASH 2018 por Ana Cordeiro (foto), hematologista do Centro Paulista de Oncologia (CPO) e médica visitante no Fred Hutchinson Cancer Research Center, em Seattle, sugere que as células CAR-T anti-CD19 são seguras a longo prazo.1


Publicidade
banner personal2019 250x300p
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519