07072020Ter
AtualizadoSeg, 06 Jul 2020 7pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

Coberturas Especiais

Desemprego, câncer e políticas de saúde

Gasto_da_saude_NET_OK_2.jpgPara estimar os efeitos da conjuntura econômica e das políticas públicas de saúde sobre a mortalidade por câncer, pesquisadores realizaram um amplo estudo longitudinal, com dados de mais de 70 países, e identificaram como a cobertura universal de saúde afetou essas relações.  Estimativas indicam que mais de 260 mil mortes por câncer tratável ocorreram entre 2008 e 2010 entre os membros da OCDE*, a maioria em países sem cobertura universal de saúde. Os dados foram publicados no Lancet.

A crise econômica global afetou diversos países, principalmente no período de 2008 a 2010, e tem sido associada com o aumento do desemprego e a redução das despesas do setor público com cuidados de saúde.
 
O estudo utilizou dados do Banco Mundial e da OMS (1990-2010) e considerou informações sobre a mortalidade por câncer de próstata, por câncer de mama em mulheres e câncer colorretal em homens e mulheres, casos que estão associados com taxas de sobrevida que excedem 50%, agrupados na classe de tumores tratáveis, com intenção curativa. Os pesquisadores também consideraram dados de tumores fora de possibilidades de cura, como pulmão e pâncreas, com taxas de sobrevida de menos de 10% em 5 anos.
 
Dados demográficos e de infra-estrutura foram ajustados para cada país para investigar a relação entre desemprego, políticas públicas de saúde e mortalidade por câncer. As taxas de mortalidade foram projetadas com base em tendências antes da ascensão do desemprego, que ocorreu de modo acentuado em muitos países no período de 2008-2010, e comparadas com as taxas observadas.
 
Resultados
 
Os dados para a análise do desemprego estavam disponíveis para 75 países, representando 2,106 bilhões de pessoas. Para a análise de políticas públicas em saúde foram considerados dados de 79 países, representando 2,156 bilhões de pessoas.
 
O aumento do desemprego foi positivamente associado com um aumento da mortalidade específica por câncer, exceto câncer de pulmão em mulheres. As análises mostram que as associações foram consistentes e permaneceram significativas por 5 anos após o aumento do desemprego nos casos de câncer tratável. Por outro lado, a mortalidade por câncer fora de possibilidades curativas não foi significativamente associada com o aumento do desemprego.
 
O modelo de saúde mostrou impacto nos desfechos avaliados, indicando que países com cobertura universal tiveram resultados melhores que aqueles sem cobertura universal. A análise de séries temporais mostrou que a mortalidade por todos os tipos de câncer, assim como a mortalidade específica por câncer e por casos de câncer tratável foi menor em países com sistemas de cobertura universal.
 
Os achados do estudo mostram que o aumento do desemprego está associado a um aumento na mortalidade por câncer; sistemas universais de saúde parecem proteger contra este efeito.
 
*OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico
 
Referências: Economic downturns, universal health coverage, and cancer mortality in high-income and middle-income countries, 1990–2010: a longitudinal analysis - DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(16)00577-8

 
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519