24102019Qui
AtualizadoQua, 23 Out 2019 1pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

ELCC 2014

Assinatura de miRNA no plasma de fumantes

Nota12_ELCC_Ugo_Pastorino_OK.jpgUm grupo de pesquisadores da Fondazione Istituto Nazionale dei Tumori, Milão, Itália, liderados por Ugo Pastorino, avaliou retrospectivamente a assinatura de miRNA no plasma de pacientes fumantes incluídos no estudo randomizado Multicentre Italian Lung Detection (MILD). 

Seus resultados indicam que a assinatura do microRNA tem valor preditivo, diagnóstico e prognóstico e seu uso combinado com a tomografia computadorizada de baixa dose (LD-CT) pode melhorar o desempenho da triagem e reduzir a mortalidade por câncer de pulmão em indivíduos de alto risco. No entanto, as altas taxas de falsos positivos, os custos e potenciais danos destacam a necessidade de biomarcadores complementares.

MiRNAs são moléculas específicas, liberadas ativamente pelas células no sistema circulatório. MiRNAs circulantes são bastante estáveis e facilmente detectáveis nos fluidos corporais, o que sugere a possibilidade de seu potencial uso como uma nova classe promissora de biomarcadores.

Dos 939 pacientes incluídos no estudo, 69 tinham câncer de pulmão e 870 não apresentavam a doença. O braço LD-CT teve 652 participantes e 287 indivíduos foram incluídos no grupo de observação.
As amostras de plasma foram analisadas em um ensaio por PCR. O desempenho diagnóstico do classificador de assinatura miRNA foi avaliado em um estudo cego com grupos de risco pré-especificados, e apresentou 87% de sensibilidade e 81% de especificidade para detecção do câncer de pulmão em ambos os braços. No braço LD-CT as porcentagens de sensibilidade e especificidade foram de 88% e 80%, respectivamente.

Para todos os pacientes, o classificador de assinatura de miRNA teve um valor preditivo negativo de 99% e 99,86% para a detecção e morte por doença, respectivamente. LD-CT teve sensibilidade de 79% e especificidade de 81%, com uma taxa de falsos positivos de 19,4%.

O desempenho diagnóstico do classificador de assinatura de miRNA foi confirmado por análise de dependência do tempo. A combinação do classificador de assinatura de miRNA e LD-CT resultou em uma redução de cinco vezes na taxa de falsos positivos (3,7%) em comparação com a LD-CT sozinho.

Os autores concluíram que o estudo indica grande valor preditivo, diagnóstico e prognóstico do classificador de assinatura de miRNA. Ele poderia reduzir a taxa de falsos positivos de LD-CT e melhorar a eficácia do rastreamento do câncer de pulmão através da detecção de um tumor até dois anos antes de ser encontrado por um exame de LD-CT, identificando pacientes de alto risco e revelando tanto a presença como a agressividade da doença.

Os autores publicaram suas descobertas na edição online do Journal of Clinical Oncology de 13 de janeiro de 2014.

Referência: Abstract 24O: Clinical utility of a plasma-based microRNA signature classifier within computed tomography lung cancer screening. - 

Publicidade
banner personal2019 250x300p
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519