11112019Seg
AtualizadoSeg, 11 Nov 2019 2pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

ESMO 2019 mostra avanços na pesquisa em câncer

esmo generico 2019A ESMO 2019 reuniu o melhor da pesquisa mundial em câncer e estudos aguardados foram selecionados para apresentação em late breaking abstracts, de 27 de setembro a 1º de outubro no encontro de Barcelona. Os inibidores de PARP e de múltiplas ciclinas estão entre os destaques do congresso europeu, com dados que impactam a prática clínica.


Novo paradigma na oncoginecologia

isabelle ray coquard esmo2019 bxNão é exagero dizer que a ESMO 2019 foi o ano da oncoginecologia, com dados que impactam a prática clínica e abrem novas perspectivas para médicos e pacientes. Os resultados do estudo PAOLA-1/ENGOT-ov25 apresentados em Sessão Presidencial no congresso europeu pela oncologista Isabelle Ray-Coquard (foto), da Université Claude Bernard, em Lyon, mostraram que o regime de manutenção com o inibidor da PARP olaparibe adicionado ao antiangiogênico bevacizumabe melhora a sobrevida livre de progressão em pacientes com câncer de ovário com e sem mutação BRCA.

Progressos na oncologia mamária

MAMA bxResultados apresentados no congresso europeu mostraram que pacientes com câncer de mama avançado receptor hormonal têm benefício de sobrevida global com o inibidor de CDK4/6 ribociclibe.

Evidências e controvérsias no panorama GU

enrique grande esmo2019Estudos apresentados no ESMO 2019 apoiam uso da observação e da radioterapia de resgate no câncer de próstata. No câncer urotelial, o estudo IMvigor130 foi o primeiro a testar imunoterapia em pacientes elegíveis e inelegíveis à quimioterapia. “Esta é uma nova opção para o tratamento inicial de pacientes com câncer urotelial metastático”, disse o autor, Enrique Grande (foto), do MD Anderson Cancer Center.

Perspectivas no câncer gastrointestinal

ghassam abou alfa colangio esmo19 bxEm ano de poucas novidades no panorama GI, promessas no tratamento do colangiocarcinoma foram destaque no programa científico. Os dados apresentados na ESMO 2019 por Ghassan Abou-Alfa (foto), do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, mostraram pela primeira vez que uma terapia-alvo direcionada à mutação do isocitrato desidrogenase 1 (IDH1) pode melhorar os resultados de pacientes com colangiocarcinoma avançado.

Promessas na oncologia torácica

Pulm o 2017 NET OKNa oncologia torácica, novas evidências reforçam benefício da biópsia líquida. A imunoterapia também volta a apresentar bons resultados, com destaque para os estudos IMpower 110, com o anti PD-L1 atezolizumabe no câncer de pulmão não pequenas células (CPNPC); e FLAURA, que avaliou o TKI-EGFR de terceira geração osimertinibe no CPNPC com mutação Ex19del / L858R EGFR.

Risco de quedas e fraturas em pacientes com câncer de próstata tratados com novos agentes hormonais

schutz rodrigo galdino esmo2019 bxUma metanálise de ensaios clínicos randomizados realizada por pesquisadores da BP- A Beneficência Portuguesa de São Paulo, buscou caracterizar a incidência e os riscos relativos (RR) de quedas e fraturas em pacientes com câncer de próstata resistente à castração tratados com novos agentes hormonais. Apresentado por Rodrigo Mariano (na foto, à esquerda) e Ana Cláudia Galdino na sessão de pôster do ESMO 2019, o trabalho teve o oncologista Fábio Schutz como autor sênior.

ESMO 2019: Estudo brasileiro discute quimioterapia no osteossarcoma

marilia polo poster esmo2019 bxEstudo brasileiro aceito na ESMO 2019 avaliou 97 pacientes adultos com osteossarcoma localizado tratados com quimioterapia sem adição de metotrexato (MTX). Os dados foram apresentados por Marília Silva e mostram resultados desfavoráveis de sobrevida global quando MTX é retirado do esquema MAP (metotrexato, doxorrubicina e cisplatina).

Risco de pacientes com melanoma cutâneo por variantes no gene STAT3

gabriela gomez poster esmo2019 bxGabriela Gomez (foto), biomédica doutoranda da Universidade de Campinas (UNICAMP), apresentou na sessão de pôster da ESMO 2019 estudo que buscou verificar se as variantes genéticas de base única (SNVs) no gene STAT3 (c.*1671T>C, c.-1937C>G) influenciam o risco, as manifestações clínicas e biológicas e a sobrevida dos pacientes com melanoma cutâneo.

Sequenciamento de próxima geração nos carcinomas gastrointestinais não-colorretais metastáticos

luiza poster esmo2019Estudo brasileiro buscou avaliar o perfil genético de carcinomas gastrointestinais não-colorretais metastáticos, incluindo possíveis mutações na linha germinativa, terapias sugeridas, ensaios clínicos disponíveis e os resultados de terapias personalizadas com sequenciamento de próxima geração (NGS-TT) off-label. Os dados foram apresentados por Luiza Lara Gadotti (foto), do Hospital Sírio-libanês, na sessão de pôster da ESMO 2019. O oncologista Mauricio Ribeiro é o primeiro autor do trabalho.


Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner personal2019 250x300p
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519
Publicidade
banner onconews spotify 300x150px