18042024Qui
AtualizadoQua, 17 Abr 2024 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

ASCO GI 2024

Estratégia watch and wait e risco de metástases à distância no câncer de reto

rodrigo perezO cirurgião colorretal Rodrigo Perez (foto) é autor sênior de estudo selecionado para apresentação oral no ASCO GI 2024 que compara o risco do desenvolvimento de metástases à distância entre pacientes com câncer de reto com recrescimento local após watch and wait (resposta completa inicial) e pacientes com resposta patológica quase completa tratados por excisão total do mesorreto (TME) no momento da reavaliação da resposta.

“A preservação de órgãos tornou-se uma alternativa atraente à excisão total do mesorreto (TME) entre pacientes com câncer retal após terapia neoadjuvante. Atualmente, os pacientes que alcançam uma resposta clínica completa (cCR) são considerados para estrategia watch and wait (WW) sem ressecção imediata. Quase 25-30% desses pacientes desenvolverão recrescimento local apesar da resposta completa aparente inicial, na maioria das vezes no periodo de 3 anos desde a decisão inicial para WW”, esclarecem os autores. “Embora a ressecção de resgate seja frequentemente viável, manter o tumor primário in situ (apesar de clinicamente indetectável) pode contribuir para o risco de desenvolvimento de metástases à distância (DM) subsequentes”, acrescentam.

Nesse estudo, foram comparados dados de pacientes com câncer retal após terapia neoadjuvante inseridos em um banco de dados prospectivo internacional (IWWD) que tiveram resposta clínica completa e apresentaram recrescimento local após o manejo por watch and wait com pacientes incluídos em um registro nacional mantido prospectivamente (projeto VIKINGO) que foram submetidos à excisão total do mesorreto. A resposta patológica “quase” completa foi definida na presença de ≤10% de células tumorais residuais no exame patológico da peça ressecada.

O endpoint primário foi a sobrevida livre de metástases à distância em 3 anos desde a decisão até o watch and wait ou excisão total do mesorreto (TME). A regressão logística de Cox foi realizada para busca de preditores de desenvolvimento de metástases à distância. Curvas de Kaplan-Meier foram utilizadas para comparar a sobrevida livre de metástases à distância entre os grupos com base em características estatisticamente significativas encontradas na análise multivariada (p≤0,05) usando o teste log-rank.

Resultados

508 pacientes com recrescimento local foram comparados com 893 pacientes com resposta patológica “quase” completa após excisão total do mesorreto. No geral, a taxa de metástases à distância foi significativamente maior entre recrescimentos locais (22,8% vs. 10,2%; p≤0,001). Os fatores de risco independentes para metástases à distância incluíram recrescimento local (versus TME na reavaliação; p=0,001), status ypT3-4 (p=0,016) e status ypN+ (p=0,001) no momento da cirurgia.

A sobrevida livre de metástases à distância em 3 anos foi significativamente pior para pacientes com recrescimento local (75% vs. 87%; p=0,001). Quando estratificados por estágio patológico, os pacientes com recrescimento local sustentaram resultados significativamente piores em todos os estádios ypT1-2N0 (p<0,001); ypT3-4N0 (p=0,009) e ypTanyN+ (p<0,001).

Em resumo, o desenvolvimento de recrescimento local após watch and wait é um fator de risco significativo e independente para metástases à distância subsequente, assim como o estágio patológico final. Pacientes com recrescimento local apresentam maior risco de desenvolvimento subsequente de metástases à distância em comparação com pacientes tratados por excisão total do mesorreto no reestadiamento quando houver resposta patológica “quase”completa (definida por ≤10% células tumorais presentes na avaliação patológica final, independentemente do status final de ypT e ypN.

“Deixar o tumor primário indetectável in situ até o desenvolvimento de novo crescimento local pode resultar em piores resultados oncológicos. Estudos futuros que incorporem estratégias de preservação de órgãos devem focar em formas de aumentar a precisao da detecção de resposta clinicas completas (minimizando o risco de recrescimento dos tumores) e no risco subsequente de metástases à distância entre pacientes que eventualmente desenvolvam recrescimento local como um dos desfechos primários clinicamente relevantes”, concluíram os autores.

Referência: Organ-preservation in rectal cancer: What is at risk when offering watch and wait for a clinical complete response? Data from 2 international registries in rectal cancer. DOI: 10.1200/JCO.2024.42.3_suppl.7

 

Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519