29022024Qui
AtualizadoQua, 28 Fev 2024 5pm

SAN ANTONIO 2023

Impacto dos fatores socioeconômicos no diagnóstico do câncer de mama na América Latina

gustavo werutsky 21 bxPacientes latino-americanos com menor grau de escolaridade, solteiros e sem vínculo empregatício têm maior probabilidade de não realizar o rastreamento do câncer de mama e ser diagnosticado na fase sintomática da doença. É o que demonstra análise do estudo internacional LATINA, realizado pelo LACOG. Os resultados foram apresentados pelo oncologista Gustavo Werutsky (foto), primeiro autor do trabalho, na sessão de pôster do SABCS 2023.

“O câncer de mama é a doença maligna mais comum e uma das principais causas de morte por câncer em mulheres na América Latina (LATAM). Estudos destacaram a importância de compreender as características contextuais de cada população de pacientes para informar a formulação de políticas de saúde. No entanto, poucos dados estão disponíveis sobre as mulheres da América Latina, uma região com profundas inequidades”, contextualizaram os autores.

O LATINA (LACOG 0615 / MO39485) é um estudo de coorte prospectivo multicêntrico projetado para descrever características sociodemográficas, diagnóstico, tratamento e resultados de pacientes com câncer de mama na América Latina. Foram incluídos pacientes do sexo feminino e masculino com idade ≥18 anos recém-diagnosticados (ou seja, <12 meses a partir da ativação do centro de pesquisa) com câncer de mama estágio clínico I-IV histologicamente confirmado. Os pacientes elegíveis forneceram consentimento informado e tiveram dados coletados de prontuários médicos no momento do diagnóstico e a cada 6 meses até 5 anos de acompanhamento.

Resultados

Entre fevereiro de 2020 e agosto de 2022, foram incluídos 3.276 pacientes com câncer de mama de 31 locais de pesquisa em 10 países da América Latina. A mediana de idade foi de 54 anos (variação de 23 a 95), 91,8% (N = 3.008) eram hispânicos ou latinos, a maioria (68%, N = 2.224) foi diagnosticada com câncer de mama estágio II ou III e 73% (N = 2.362) foram atendidos no sistema público de saúde. Idade, estágio e método de detecção estratificados por escolaridade, estado civil e situação profissional são apresentados na Tabela 1.

No geral, 38,8% (N=1.149) dos pacientes não tinham ensino médio completo. Esses pacientes foram mais frequentemente diagnosticados por sintomas e em estágios mais avançados da doença em comparação com aqueles que tinham ensino médio ou superior completo.

Metade dos pacientes eram casados/união de fato no momento do diagnóstico de câncer de mama (50,5%, N=1497). Pacientes solteiros foram mais comumente diagnosticados por sintomas (71,7%, N=835 vs. 64%, N=916, p< 0,001) e com câncer de mama estágio II/III (71,4%, N=868 vs. 67,6%, N=1038, p< 0,001) do que pacientes casados.

A maioria dos pacientes (54,1%, N = 1.603) não estava empregada no momento do diagnóstico. Pacientes não empregados foram mais frequentemente diagnosticados por sintomas (68,8%, N=1.044) do que empregados/autônomos (61,6%, N=675).

Após ajuste para idade, país, prestação de cuidados de saúde (público ou privado), estágio e subtipo da doença, ser diagnosticado por sintomas foi associado a não ser casado (odds ratio ajustado [aOR] 1,41, IC 95% 1,11–1,82, p = 0,004), não estar empregado (aOR 1,41, IC 95% 1,08–1,84, p=0,011) e não ter ensino médio completo (aOR 1,46, IC 95% 1,00–2,13, p=0,031).

“Pacientes com menor escolaridade, solteiros e sem vínculo empregatício têm maior probabilidade de não realizar o rastreamento do câncer de mama e ser diagnosticado na fase sintomática da doença. As características socioeconômicas impactam o método de detecção do câncer de mama na América Latina e estão associadas ao diagnóstico em estágios mais avançados da doença. Análises adicionais do estudo LATINA fornecerão dados para informar a formulação de políticas regionais de saúde na LATAM”, concluíram os autores.

tabela p02 10 05

Referência: PO2-10-05 - The Impact of Socioeconomic Factors on Breast Cancer Diagnosis in Latin America: The LATINA study (LACOG 0615/MO39485)
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
ABBVIE
Publicidade
LIBBS
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
SANOFI
Publicidade
INTEGRAL HOME CARE
Publicidade
300x250 ad onconews200519