23042024Ter
AtualizadoSeg, 22 Abr 2024 2pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

ASCO GU 2023

Rucaparib no câncer de próstata metastático resistente a castração com mutação BRCA 1 / 2 ou ATM

EDUARDO ZUCCA BXRucaparib melhorou significativamente a sobrevida livre de progressão radiográfica (rSLP) comparado a docetaxel ou abiraterona/enzalutamida em pacientes com câncer de próstata metastático resistente a castração (mCRPC) com mutação BRCA1 / 2 ou ATM. Os dados são do ensaio TRITON 3, destacado em sessão oral no ASCO GU`23. O oncologista Eduardo Zucca (foto) comenta os resultados.

Neste estudo randomizado, multicêntrico, aberto, de fase 3 (NCT02975934) os pesquisadores avaliaram rucaparib versus tratamento de escolha do médico (docetaxel [DTX], abiraterona [ABI] ou enzalutamida [ENZ]) em pacientes com mCRPC com mutação BRCA1 /2 (BRCA) ou ATM virgens de quimioterapia.

Foram inscritos pacientes que tiveram progressão da doença após 1 terapia anterior com inibidores androgênicos de segunda geração em qualquer cenário, randomizados 2:1 para rucaparibe 600 mg BID ou terapia de escolha do médico (DTX, ABI ou ENZ). O principal endpoint foi rSLP testado primeiro no subgrupo BRCA, depois na população com intenção de tratar (ITT). A sobrevida global (SG) foi um endpoint secundário chave. 

Resultados

Em 25 de agosto de 2022, 302 pacientes com BRCA e 103 pacientes com alterações de ATM foram randomizados. “Com uma maturidade de dados de 54% no subgrupo BRCA, foi observado uma redução do risco de progressão ou morte de 50% no grupo que usou rucaparib (dados na tabela abaixo – rSLP). Não foi observado redução do risco de progressão ou morte no subgrupo ATM”, observa Zucca, oncologista e Diretor de Ensino e Pesquisa do Instituto do Câncer Brasil - IC Brasil.

Em relação ao perfil de segurança, o evento adverso emergente do tratamento (TEAE) mais frequente nos grupos rucaparibe, DTX e ABI/ENZ foi astenia/fadiga (61,1%, 67,6% e 57,6%, respectivamente). O TEAE grau ≥3 mais frequente nos grupos rucaparibe, DTX e ABI/ENZ foi anemia (23,7%), neutropenia (14,1%) e hipertensão (10,2%), respectivamente.

“Os resultados demonstram que rucaparib melhorou significativamente a rSLP vs DTX ou ABI/ENZ, achado consistente com relatórios anteriores. Os resultados provisórios de SG sugerem tendência de melhora para rucaparib vs DTX ou ABI/ENZ em pacientes com mCRPC com mutação BRCA”, conclui Zucca.

 

BRCA subgroup

     
 

Rucaparib

(n=201)

Physician’s choice

(n=101)

DTX

(n=60)

ABI/ENZ

(n=41)

Median rPFS, mos (95% CI);

P valuea vs rucaparib

11.2

(9.2–13.8)

6.4

(5.4–8.3); <0.0001

8.3

(6.1–9.9); 0.0009

4.5

(3.3–5.8); <0.0001

HR (95% CI) vs rucaparib

0.50

(0.36–0.69)

0.53

(0.37–0.77)

0.38

(0.25–0.58)

Median OS, mos (95% CI); P valuea vs rucaparib           

24.3

(19.9–25.7)

20.8

(16.3–23.1); 0.2080

18.9

(15.0–23.1); 0.1640

22.1

(15.9–28.3); 0.4023

HR (95% CI) vs rucaparib

0.81

(0.58–1.12)

0.75

(0.51–1.11)

0.81

(0.52–1.27)

         
 

ITT population

     
 

Rucaparib

(n=270)

Physician’s choice

(n=135)

DTX

(n=75)

ABI/ENZ

(n=60)

Median rPFS, mos (95% CI);

P valuea  vs rucaparib

10.2

(8.3–11.2)

6.4

(5.6–8.2); 0.0003

8.3

(6.1–10.1); 0.0066

4.5

(3.7–5.8); <0.0001

HR (95% CI) vs rucaparib

0.61

(0.47–0.80)

0.64

(0.46–0.88)

0.47

(0.34–0.66)

Median OS, mos (95% CI); P valuea vs rucaparib

23.6

(19.7–25.0)

20.9

(17.5–24.4); 0.6702

19.1

(15.3–23.1); 0.2013

22.1

(17.2–29.0); 0.9045

HR (95% CI) vs rucaparib

0.94

(0.72–1.23)

0.80

(0.58–1.11)

1.01

(0.70–1.46)

aLog rank test.
HR, hazard ratio.

Referência: Rucaparib for metastatic castration-resistant prostate cancer (mCRPC): TRITON3 interim overall survival and efficacy of rucaparib vs docetaxel or second-generation androgen pathway inhibitor therapy.
First Author: Alan Haruo Bryce
Meeting: 2023 ASCO GU Cancers Symposium
Session Type: Oral Abstract Session
Session Title: Oral Abstract Session A: Prostate Cancer
Track: Prostate Cancer- Advanced,Prostate Cancer- Localized
Sub Track: Therapeutics
Clinical Trial Registration Number: NCT02975934
Citation: J Clin Oncol 41, 2023 (suppl 6; abstr 18)
DOI: 10.1200/JCO.2023.41.6_suppl.18
Abstract #: 18

Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519