14042024Dom
AtualizadoSex, 12 Abr 2024 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

ASCO GU 2023

Inteligência artificial e biomarcador prognóstico no câncer de próstata

Prostata 2018 2 NET OKMetanálise de seis estudos randomizados de Fase III do NRG/RTOG buscou validar o biomarcador MMAI (multi-modal artificial intelligence) como ferramenta prognóstica no câncer de próstata de alto risco, grupo que demanda número crescente de decisões terapêuticas.

Neste estudo, os pesquisadores analisaram a imagem histopatológica e os dados clínicos de pacientes com pelo menos uma característica de alto risco (HRF; cT3-cT4, Gleason 8-10, PSA > 20 ng/mL, padrão primário de Gleason 5), a partir de seis ensaios randomizados de fase III do NRG/RTOG (n=1.088). Os modelos Fine-Gray de incidência cumulativa e área dependente do tempo sob a curva (tdAUC) foram utilizados para estimar o tempo até metástase distante (DM) e mortalidade específica por câncer de próstata (PCSM) de acordo com variáveis clínico-patológicas padrão (idade, PSA, escore de Gleason, estágio T e número de características de alto risco HRFs). O modelo MMAI foi aplicado como uma pontuação contínua (por aumento do desvio padrão) e por quartil. 

Resultados

A coorte analisada teve seguimento mediano de 10,4 anos. O PSA mediano foi de 21 ng/mL, 60% tinham doença Gleason 8-10, 37% tinham doença cT3-T4 e 20% eram afro-americanos. Na análise univariada, o modelo MMAI foi significativamente associado com a presença de metástase a distância (subdistribuição taxa de risco [sHR] 2,05, 95% CI 1,74-2,43, p <0,001) e mortalidade específica por câncer de próstata (sHR 2,04, 95% CI 1,73-2,42, <0,001). Na análise multivariada, o modelo MMAI, ajustado para idade, PSA, escore de Gleason, estágio T ou número de HRFs, foi a única variável significativamente associada a DM. TdAUC foi mais alto para o biomarcador MMAI para DM de 5 anos (0,71), em comparação com PSA (0,56), escore de Gleason (0,61), estágio T (0,63) ou número de HRFs (0,64) e para PCSM em 5 anos (0,75), em comparação com variáveis clínico-patológicas (intervalo 0,53-0,63). As taxas estimadas de DM em 10 anos e PCSM em 15 anos para MMAI quartil 1 vs 4 foram de 8% vs 31% e 8% vs 34%, respectivamente.

“Nosso novo biomarcador prognóstico MMAI foi validado com sucesso em seis estudos randomizados de fase III com acompanhamento de longo prazo para ser prognóstico independente sobre variáveis clínicas e patológicas padrão para homens com câncer de próstata de alto risco. Apesar de todos os pacientes terem doença de alto risco, o biomarcador MMAI identificou aqueles com riscos altamente variáveis para DM e PCSM. Essa ferramenta pode ajudar a permitir uma tomada de decisão personalizada e compartilhada para pacientes e profissionais”, concluem os autores.

Referência: Patient-level data meta-analysis of a multi-modal artificial intelligence (MMAI) prognostic biomarker in high-risk prostate cancer: Results from six NRG/RTOG phase III randomized trials.
First Author: Daniel Eidelberg Spratt
Meeting: 2023 ASCO GU Cancers Symposium
Session Type: Oral Abstract Session
Session Title: Oral Abstract Session A: Prostate Cancer
Track: Prostate Cancer:  Advanced,Prostate Cancer- Localized
Sub Track: Translational Research, Tumor Biology, Biomarkers, and Pathology
Citation: J Clin Oncol 41, 2023 (suppl 6; abstr 299)
DOI 10.1200/JCO.2023.41.6_suppl.299
Abstract #: 299

Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519