18042024Qui
AtualizadoQua, 17 Abr 2024 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

ESMO 2022

EMPOWER-Cervical 1: sobrevida em longo prazo de cemiplimabe no câncer de colo do útero recorrente ou metastático

andreia melo 2020 bxNo acompanhamento de longo prazo do estudo EMPOWER-Cervical 1, o anticorpo anti-PD-1 cemiplimabe (Libtayo®, Sanofi) continua a mostrar uma melhora estatisticamente e clinicamente significativa na sobrevida global em comparação com a quimioterapia em pacientes com câncer de colo do útero recorrente/metastático após quimioterapia de primeira linha à base de platina. Os resultados da análise final de sobrevida após mais 1 ano de acompanhamento foram selecionados para apresentação em sessão mini-oral no ESMO 2022, em trabalho que tem a oncologista Andreia Melo (foto), chefe da Divisão de Pesquisa Clínica e Desenvolvimento Tecnológico do Instituto Nacional de Câncer (INCA), como coautora.

Análise interina do estudo de Fase 3 EMPOWER-Cervical 1 mostrou que a monoterapia com cemiplimabe melhorou significativamente a sobrevida global em comparação com a quimioterapia de escolha do investigador como agente único em pacientes com câncer de colo do útero recorrente/metastático após progressão à quimioterapia à base de platina de primeira linha (seguimento médio: 18,2 meses). 

Cemiplimabe apresentou um um perfil de segurança aceitável, com eventos adversos de grau 3 ocorrendo em 45% dos pacientes tratados com cemiplimabe vs 53,4% dos pacientes tratados com quimioterapia.

No estudo, 608 pacientes independentemente do status do PD-L1 foram randomizados (1:1) para cemiplimabe 350 mg intravenoso a cada 3 semanas ou quimioterapia de agente único por até 96 semanas. A randomização foi estratificada por histologia (carcinoma de células escamosas [SCC] ou adenocarcinoma, incluindo carcinoma adenoescamoso [AC]), performance status ECOG, uso prévio de bevacizumabe e região geográfica.

O endpoint primário foi a sobrevida global, analisada hierarquicamente em pacientes com carcinoma de células escamosas seguido pela população geral. Foram realizadas análises exploratórias de sobrevida global em pacientes com carcinoma adenoescamoso e sobrevida global pela expressão de PD-L1.

Nesta análise, 371 (61,0%) pacientes tinham amostras de tumor avaliáveis ​​para a expressão de PD-L1 vs 254 (41,8%) pacientes na análise anterior. Os pesquisadores apresentaram os dados de sobrevida global para ambas as populações PD-L1, com cut off de dados em 4 de janeiro de 2022.

Resultados

A duração mediana (intervalo) de seguimento foi de 30,2 (18,0 e 50,2) meses. Cemiplimabe melhorou significativamente a sobrevida global em comparação com a quimioterapia, reduzindo o risco de morte em 31% e 34% em carcinoma de células escamosas e na população geral, respectivamente (Tabela).

Na população com carcinoma adenoescamoso, cemiplimabe aumentou a sobrevida global em comparação com a quimioterapia, com risco de morte 45% menor. Nas populações PD-L1 n=254 e n=371, aqueles com PD-L1 ≥ 1% e PD-L1 < 1% tiveram sobrevida global mais longa em comparação com a quimioterapia.

Population

Cemiplimab median OS months (n)

IC chemo median OS months (n)

Hazard ratio for death (95% confidence interval)

P value

SCC population

10.9 (n=239)

8.8 (n=238)

0.69 (0.56‒0.85)

P=0.00023

Overall population

11.7 (n=304)

8.5 (n=304)

0.66 (0.55–0.79)

P<0.00001

AC population*

13.5 (n=65)

7.0 (n=66)

0.55 (0.37‒0.81)

-

PD-L1 population (n=254)*

       

PD-L1 ≥1%

13.9 (n=82)

9.3 (n=80)

0.70 (0.48–1.01)

-

PD-L1 <1%

8.2 (n=44)

6.7 (n=48)

0.85 (0.53–1.36)

-

PD-L1 population (n=371)*

       

PD-L1 ≥1%

12.1 (n=116)

7.7 (n=121)

0.61 (0.45–0.83)

-

PD-L1 <1%

10.8 (n=66)

7.0 (n=68)

0.65 (0.43–0.98)

-

*Analysis of OS in the AC population and PD-L1 population subsets were exploratory with no adjustments for multiplicity.

Identificação do ensaio clínico: NIH: NCT03257267; EudraCT: 2017-000350-19.

O estudo foi financiado pela Regeneron Pharmaceuticals Inc. e Sanofi.

Referência: A. Oaknin, B.J. Monk, L. Polastro, A. Cristina de Melo, H.S. Kim, Y.M. Kim, A.S. Lisyanskaya, V. Samouëlian, D. Lorusso, F.B. Damian, C-L. Chang, S. Takahashi, D. Ramone, B. Mackowiak-Matejczyk, J. Li, S. Jamil, M.D. Mathias, M.G. Fury, K.S. Tewari. Phase III EMPOWER-Cervical 1/GOG-3016/ENGOT-cx9 trial of cemiplimab in recurrent or metastatic (R/M) cervical cancer: Long-term survival analysis. ESMO Congress 2022, 519MO

 

Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519