12082022Sex
AtualizadoQui, 11 Ago 2022 5pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

ASCO GI 2022

ASCO GI e os avanços da oncologia gastrointestinal

asco gi 22 bxDe 20 a 22 de janeiro, o Simpósio de Câncer Gastrointestinal da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO GI) abre a agenda científica da oncologia mundial e entre os mais de 650 resumos o programa de imprensa destaca combinações com imunoterapias no câncer do trato biliar e no tratamento do carcinoma hepatocelular, além de modernos conjugados anticorpo-droga.

Entre os destaques está o ensaio randomizado de Fase 3 TOPAZ1 (Abstract 378), com resultados da combinação de durvalumabe com gemcitabina e cisplatina em pacientes com câncer avançado do trato biliar. Análise interina já reportada em outubro de 2021 mostrou benefício clínico e estatisticamente significativo de sobrevida global dessa combinação versus quimioterapia como primeira linha de tratamento nessa população de pacientes. Agora, novos dados são aguardados com expectativa durante a ASCO GI, em apresentação de Do-Youn Oh, Professor da Divisão de Oncologia Médica do Seoul National University Hospital e principal investigador do estudo.

Outra combinação que promete concentrar as atenções foi avaliada no ensaio HIMALAYA (Abstract 379), que tem como braço experimental durvalumabe com tremelimumab no carcinoma hepatocelular irressecável.

Na era da oncologia personalizada, o conjugado anticorpo-droga trastuzumabe-deruxtecana (Enhertu®, Daiichi Sankyo) é outra inovação que traz resultados atualizados na ASCO GI, incluindo a análise de sobrevida global do DESTINY-Gastric01 (Abstract 242), ensaio de Fase II que envolveu pacientes com adenocarcinoma gástrico metastático e de junção gastroesofágica HER2 positivo metastático. A apresentação é de Kensei Yamaguchi, durante a Rapid Abstract Session A, dedicada a tumores do trato GI alto (Esôfago e Estômago).

O conjugado trastuzumabe deruxtecana é também o agente experimental do DESTINY-Gastric03 (Abstract 295-L4), ensaio de Fase Ib/II em câncer gástrico HER2-positivo e de junção gastroesofágica HER2-positivo (Poster Session A, Cancers of the Esophagus and Stomach and Other GI Cancers).

Em janeiro de 2021, trastuzumabe-deruxtecana tornou-se o primeiro medicamento direcionado a HER2 aprovado para pacientes com câncer gástrico em uma década. Na ASCO GI 2022, o conjugado apresenta, ainda, dados do estudo de Fase II DESTINY-CRC01 (Abstract 119), que já demonstrou atividade clinicamente significativa em câncer colorretal metastático e/ou irressecável HER2-positivo. Atualmente, não há medicamentos aprovados para tratar especificamente o câncer colorretal HER2-positivo.

Com o tema “Acelerando o acesso ao cuidado de precisão por meio da inovação”, a ASCO GI ilustra o escopo do que será apresentado nesta edição do Simpósio anual. Manisha Palta, da Duke University Health System e chair do encontro, aposta no formato híbrido - presencial e online – para atrair participantes do mundo inteiro, com um programa científico multidisciplinar. 

Tendências

Estudo selecionado para apresentação oral monitorou o DNA tumoral circulante em pacientes com câncer colorretal ressecável submetidos à cirurgia radical (Abstract 9), reforçando o interesse em estudos com a chamada biópsia líquida no panorama GI.

Outra forte tendência são as soluções de inteligência artificial. O assunto é tema de General Session, ao lado de questões que continuam na agenda da oncologia GI, como as disparidades no acesso e os desafios da equidade em Saúde.

Referências:

  • A phase 3 randomized, double-blind, placebo-controlled study of durvalumab in combination with gemcitabine plus cisplatin (GemCis) in patients (pts) with advanced biliary tract cancer (BTC): TOPAZ-1. (Abstract 378)
  • A phase 3 randomized, open-label, multicenter study of tremelimumab (T) and durvalumab (D) as first-line therapy in patients (pts) with unresectable hepatocellular carcinoma (uHCC): HIMALAYA. (Abstract 379) 
  • Trastuzumab deruxtecan (T-DXd; DS-8201) in patients with HER2–positive advanced gastric or gastroesophageal junction (GEJ) adenocarcinoma: Final overall survival (OS) results from a randomized, multicenter, open-label, phase 2 study (DESTINY-Gastric01). (Abstract 242)
  • Dose-escalation and dose-expansion study of trastuzumab deruxtecan (T-DXd) monotherapy and combinations in patients (pts) with advanced/metastatic HER2+ gastric cancer (GC)/gastroesophageal junction adenocarcinoma (GEJA): DESTINY-Gastric03. (Abstract 295-L4)
  • Trastuzumab deruxtecan (T-DXd; DS-8201) in patients (pts) with HER2-expressing metastatic colorectal cancer (mCRC): Final results from a phase 2, multicenter, open-label study (DESTINY-CRC01). (Abstract 119)
  • Association of circulating tumor DNA dynamics with clinical outcomes in the adjuvant setting for patients with colorectal cancer from an observational GALAXY study in CIRCULATE-Japan. (Abstract 9)
Publicidade
Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
FARMAUSA
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519