24102019Qui
AtualizadoQua, 23 Out 2019 1pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Estudo compara modelos europeu e americano de rastreamento de câncer de pulmão

RASTREAMENTO NET OKEstudo prospectivo apresentado na WCLC 2019 comparou dois métodos de triagem para pacientes em risco de câncer de pulmão e constatou que o modelo utilizado por organizações de saúde pública canadenses, australianas e europeias é mais efetivo na detecção de tumores em comparação com o modelo de triagem utilizado pela United States Preventive Services Task Force (USPSTF).

O National Lung Screening Trial (NLST) demonstrou que o rastreamento com tomografia computadorizada de baixa dose em indivíduos de alto risco para câncer de pulmão pode reduzir a mortalidade pela doença em 20%. Outros trabalhos, como o estudo NELSON, apresentado pela primeira vez na WCLC2018, em Toronto, apoiaram esses resultados.

O International Lung Screening Trial (ILST) foi desenvolvido para acompanhar pacientes com risco de câncer de pulmão por um período de seis anos, e determinar a efetividade na detecção de tumors pulmonares do modelo de seleção de triagem PLCOm2012 e do modelo utilizado pelo USPSTF.

O PLCOm2012 é o modelo de predição de risco de câncer de pulmão mais amplamente validado e aplicado, e tem demonstrado boa performance nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha e Austrália. Este modelo recomenda o exame de tomografia computadorizada para pacientes com um risco de seis anos de mais de 1,5%. A maioria das diretrizes atuais, incluindo as do USPSTF e do Center for Medicare and Medicaid Services (CMS), recomendam a triagem usando variantes dos critérios de elegibilidade NLST: fumantes de mais de 30 maços/ano ou mais, tabagismo nos últimos 15 anos, e idade entre 55 e 77/80 anos.

Os participantes do estudo ILST receberam dois rastreios anuais e foram acompanhados por seis anos para os desfechos de câncer de pulmão. Indivíduos não qualificados por ambos os critérios não foram rastreados, mas alguns deles também serão acompanhados para os resultados do câncer de pulmão.

Entre os 5.013 pacientes rastreados, 110 tinham cancer de pulmão. 99% dos cânceres foram encontrados usando PLCOm2012 em comparação com 77% usando critérios USPSTF. 24 de 110 (21.8%) dos tumores foram encontrados por PLCOm2012 isoladamente, enquanto apenas 1/110 (0,9%) foi encontrado por critérios de USPSTF isolado.

"Nossa análise de dados do ILST indica que a acurácia dos resultados de triagem de câncer de pulmão suporta os critérios PLCOm2012 em relação aos critérios do USPSTF", disse Stephen Lam, medico da University of British Columbia, em Vancouver, e pesquisador principal d trabalho.

Referência: PL02.02 - Lung Cancer Screenee Selection by USPSTF Versus PLCOm2012 Criteria – Interim ILST Findings – Stephen Lam et al 


Publicidade
banner personal2019 250x300p
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519