15052021Sáb
AtualizadoSex, 14 Maio 2021 2am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

AACR 2021

Pacientes com câncer de ovário têm risco aumentado de doença mental

OvarioMulheres com diagnóstico de câncer de ovário foram três vezes mais propensas a apresentar ansiedade, depressão e outras desordens emocionais, de acordo com resultados apresentados durante encontro anual da AACR 2021, realizado de 10 a 15 de abril. Taxas mais altas de ansiedade e depressão foram associadas a maior risco de mortalidade.

O câncer de ovário é o quinto tipo de câncer mais comum em mulheres. Muitas vezes diagnosticado em estágio avançado, é difícil de tratar, resultando em uma taxa de sobrevida relativa de apenas 48,6% em cinco anos, argumenta Siqi Hu, pesquisadora do Departamento de Medicina da Família e Prevenção da Universidade de Utah e do Huntsman Cancer Institute, primeira autora do estudo.

O objetivo do estudo foi examinar a saúde mental em pacientes com câncer de ovário, muitas vezes confrontadas com prognóstico ruim. “Embora algumas pesquisas tenham examinado a qualidade de vida de pacientes com câncer de ovário e sobreviventes, poucos estudos examinaram o tributo mental cobrado por este tipo de câncer”, disse ela.

Hu e colegas usaram o Registro de Câncer de Utah para identificar 1.689 pacientes com câncer de ovário diagnosticadas entre 1996 e 2012. Os resultados foram comparados com 7.038 mulheres sem câncer.

O estudo mostrou que, em comparação com a população geral, as pacientes com câncer de ovário eram pelo menos três vezes mais propensas a ser diagnosticadas com desordens emocionais nos primeiros dois anos após o câncer de ovário. O risco de depressão foi 3,11 vezes maior no período 0-2 anos após o diagnóstico (HR=3.11, 95%CI=2.53-3.83) e 1,67 vezes maior 2-5 anos após o diagnóstico (HR=1.67, 95%CI=1.17-2.38). O risco de transtorno de ansiedade entre sobreviventes de câncer de ovário foi 3,54 vezes maior nos primeiros dois anos após o diagnóstico (HR= 3.54, 95% CI= 2.87-4.38) e 1,86 vezes maior no período de 2-5 anos pós-diagnóstico (HR= 1.86, 95% CI= 1.14-3.01). O risco de transtorno de ajustamento também foi mais de três vezes superior em pacientes com câncer de ovário (HR= 3.96, 95% CI= 1.00-15.84).

O estudo também examinou a ligação entre problemas de saúde mental e risco de mortalidade, indicando que pacientes com câncer de ovário que receberam diagnóstico de saúde mental tiveram risco de morte 1,8 vezes maior (HR=1.80, 95% CI=1.48-2.18) do que aquelas que não tinham diagnóstico de saúde mental. 

Referência: Presentation Number: 900 - Mental health disorders among ovarian cancer survivors in a population-based cohort

 
Publicidade
MULHERES NA CIÊNCIA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519