04032021Qui
AtualizadoQua, 03 Mar 2021 10pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

SAN ANTONIO 2020

RxPONDER: escore de recorrência, status menopausal e quimioterapia no câncer de mama

Kevin Kalinsky 2020Mulheres na pós-menopausa com câncer de mama inicial, com 1-3 linfonodos positivos e baixo índice de recorrência podem ignorar a quimioterapia adjuvante. É o que apontam resultados de ensaio clínico randomizado  (SWOG S1007 RxPONDER ) destacado no programa científico do SABCS 2020, em apresentação do oncologista Kevin Kalinsky (foto), diretor da Glenn Family Breast Cancer no Instituto de Câncer da Universidade Emory, em Atlanta. Após acompanhamento médio de 5,1 anos, pacientes na pós-menopausa com câncer de mama inicial linfonodo positivo com pontuação de recorrência <25 no teste Oncotype Dx não tiveram nenhum benefício adicional com a quimioterapia.

A utilidade clínica do escore de recorrência para determinar o benefício da quimioterapia está bem estabelecida para pacientes com câncer de mama HR+, HER2- com linfonodo axilar (LN) negativo. Neste estudo prospectivo e randomizado de Fase III, o objetivo foi determinar o efeito da quimioterapia (QT) na sobrevida livre de doença invasiva (SLDI) e sua associação com escore de sobrevida em pacientes com câncer de mama inicial LN positivo e baixo índice de recorrência.

Foram elegíveis mulheres > 18 anos de idade com câncer de mama HR +, HER2 e 1-3 LN+ e sem contraindicações para taxano e / ou quimioterapia à base de antraciclina, com RS <25. As pacientes que cumpriram os critérios de inscrição foram randomizadas para receber terapia endócrina (TE) ou quimioendócrina (TQE). As pacientes foram randomizadas 1: 1 usando 3 fatores de estratificação: (1) RS (0-13 vs. 14-25); (2) status menopausal e (3) dissecção nodal axilar vs. biópsia de linfonodo sentinela.

Resultados

Das 9.383 mulheres inscritas de 28/02/11 a 29/09/17, um total de 5.083 pacientes (54,2%) foram randomizados. Com um acompanhamento médio de 5,1 anos, foram observados 447 eventos de SLDI. Na análise primária, o teste de interação para benefício de quimioterapia e RS não foi estatisticamente significativo, p = 0,30. No modelo que considerou QT, RS e status menopausal (sem termo de interação), o RS mais alto foi associado a pior SLDI [HR 1,06, p bilateral <0,001, intervalo de confiança de 95% (IC) 1,04-1,07] e QT foi associada a uma melhora na SLDI (HR 0,81, p = 0,026, IC 95% 0,67-0,98). Em uma análise pré-especificada, uma interação significativa foi identificada entre QT e status da menopausa (p = 0,004).

Em pacientes pós-menopausa (N = 3350, 67%), ajustando para RS contínuo, a razão de risco para terapia quimioendócrina  versus terapia endócrina não foi significativa (HR = 0,97, p = 0,82, IC de 95% 0,78-1,22; SLDI em 5 anos foi de  91,6% vs. 91,9%), indicando que não houve benefício da quimioterapia nessa população.

Em pacientes na pré-menopausa (N = 1665, 33%), o HR (0,54) foi estatisticamente significativo (p = 0,0004, IC 95% 0,38-0,76; SLDI em 5 anos de 94,2% vs. 89,0%), indicando benefício da QT. Em pacientes na pré-menopausa, a supressão ovariana foi realizada em 15,9% vs. 3,7% (TE vs. TQE) e 47,9% vs. 26,4% relataram menstruação após 6 meses de tratamento. Para sobrevida global, a razão de risco (HR) ajustada por RS foi de 0,47 (p = 0,032, IC de 95% 0,24-0,94).

Os autores concluem que há efeito significativo do benefício da quimioterapia com base no RS para mulheres na pré-menopausa vs. pós-menopausa. Os dados atuais mostram que a terapia adjuvante pode ser reduzida para TE isoladamente em pacientes na pós-menopausa com RS <25 e 1-3 LN+. No entanto, há benefício de SLDI para TQE em pacientes na pré-menopausa, sugerindo também melhora de SG. “Até agora, não havia dados de um grande ensaio clínico randomizado para orientar a decisão. Agora,  nossos dados mostram que mulheres na pós-menopausa com câncer de mama HR-positivo e HER2-negativo com um a três linfonodos e  escore de recorrência de 25 ou menor podem evitar com segurança a quimioterapia adjuvante”, disse Kalinsky.

Este estudo está registrado na plataforma ClinicalTrials.gov ( NCT01272037) e tem apoio do National Cancer Institute dos Estados Unidos.

Referência: GS3-00 - First results from a phase III randomized clinical trial of standard adjuvant endocrine therapy (ET) +/-chemotherapy (CT) in patients (pts) with 1-3 positive nodes, hormone receptor-positive (HR+) and HER2-negative (HER2-) breast cancer (BC) with recurrence score (RS) <25: SWOG S1007 (RxPONDER)

Kalinsky K. et al.
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519