30112020Seg
AtualizadoSeg, 30 Nov 2020 1am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

ESMO 2020

Custo do câncer na Europa atingiu € 199 bilhões em 2018

medicamento euro bxOs custos e o valor de novos tratamentos contra o câncer muitas vezes são discutidos sem um contexto mais amplo. Estudo selecionado para apresentação oral no ESMO 2020 estimou o custo do câncer e o acesso a medicamentos na Europa em 2018, além de analisar o cenário de 1995 a 2014.

A partir de estimativas nacionais foram descritas as despesas de saúde relacionadas ao câncer para 31 países (UE-27 mais Islândia, Noruega, Suíça e Reino Unido). Dados sobre as vendas de medicamentos contra o câncer foram obtidos da IQVIA. O impacto econômico na perda de produtividade por mortalidade prematura foi estimado a partir de dados do Eurostat e da OMS. O impacto da morbidade na perda de produtividade, assim como os custos de cuidados informais, foram estimados com base em estudos já reportados.

Resultados

O custo total do câncer foi de 199 bilhões de euros em 2018. A variação foi de €160 per capita na Romênia para €578 na Suíça (após ajuste para diferenças de preço).

Os gastos com o tratamento do câncer foram de €103 bilhões, dos quais €32 bilhões foram consumidos com medicamentos contra o câncer. Os custos de cuidados informais foram de €26 bilhões. A perda de produtividade totalizou €70 bilhões, sendo €50 bilhões atribuídos à mortalidade prematura e €20 bilhões ao impacto da morbidade.

O acesso do paciente a medicamentos contra o câncer foi muito maior em países mais ricos, tanto em termos de valor quanto em volume. Os países que mais gastaram com o tratamento do câncer foram Áustria, Alemanha e Suíça, enquanto República Tcheca, Letônia e Polônia gastaram menos. As maiores diferenças entre os países foram observadas em medicamentos imuno-oncológicos.

Entre 1995 e 2018, a incidência do câncer aumentou 50% na Europa, mas a mortalidade por câncer aumentou apenas 20%. Os gastos com saúde destinados ao câncer dobraram de € 52 bilhões para € 103 bilhões, mas a participação dos cuidados oncológicos nas despesas totais com saúde permaneceu estável em cerca de 4 a 7%.

Os gastos com medicamentos contra o câncer triplicaram de € 10 bilhões para € 32 bilhões de entre 2005 e 2018.

A perda de produtividade por mortalidade prematura diminuiu ao longo do tempo, associada à reduções na mortalidade em pacientes em idade produtiva.

“Existem diferenças grandes e persistentes entre os países europeus nos gastos com câncer, no acesso a novos medicamentos e resultados dos pacientes. As desigualdades são principalmente relacionadas à capacidade econômica dos países e não ao ônus da carga do câncer”, concluem os autores.

Referência: 1588MO_PR - A comparative study on costs of cancer and access to medicines in Europe - Wilking et al.

 
Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519