23112020Seg
AtualizadoSeg, 23 Nov 2020 12pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

ASCO GU 2020

Imunoterapia e quimioterapia neoadjuvante no câncer de bexiga músculo invasivo

cancer de bexigaA combinação de imunoterapia com nivolumabe e quimioterapia neoadjuvante à base de cisplatina foi eficaz e segura em pacientes com câncer de bexiga músculo invasivo (MIBC) candidatos à cistectomia. É o que mostram os resultados do estudo de fase II (BLASST-1) apresentado em sessão oral no ASCO GU 2020.

Neste estudo, foram elegíveis pacientes com MIBC (cT2-T4a, N≤1, M0) candidatos à cistectomia radical. Os pacientes receberam cisplatina (70mg / m2) IV em D1, gemcitabina (1000mg / m2) em D1 e D8, mais nivolumabe (360 mg) IV em D8 a cada 21 dias por 4 ciclos seguidos da cistectomia em 8 semanas. O endpoint primário foi resposta patológica (≤pT1, N0), definida como a proporção de amostras com intervalo de confiança de 95%. Os endpoints secundários foram a segurança da combinação e sobrevida livre de progressão em 2 anos. Outros objetivos incluíram a correlação de resposta patológica (PaR) com as biópsias pré-tratamento, considerando 1) sequenciamento genômico -WGS; 2) subtipos moleculares do câncer de bexiga; 3) expressão de PD-L1; 4) TILs de linha de base, CD3, CD8 e CD56.

Resultados

Entre fevereiro de 2018 e junho de 2019, 41 pacientes foram inscritos (cT2N0 - 90%; cT3N0 - 7% e cT4N1 - 3%); 2 pacientes recusaram a cirurgia, mas foram incluídos na população ITT. A PaR foi observada em 27/41 pacientes (65,8%), incluindo aqueles com doença N1.

Em relação ao perfil de segurança, as taxas de eventos adversos de grau 3-4 foram de 20%, sendo a maioria neutropenia, trombocitopenia e insuficiência renal. Eventos adversos relacionados à imunidade foram observados em 3 pacientes, sendo que 2 tinham "adenite" assintomática e 1 paciente desenvolveu a Síndrome de Guillian Barre após a cirurgia. Não houve atraso no tempo para a cistectomia e não houve complicações cirúrgicas inesperadas.

Conclusões

A combinação de nivolumabe ao regime de gemcitabina e cisplatina neoadjuvante é segura e eficaz em MIBC, com taxas patológicas de downstaging significativas e sem toxicidade ou atraso na cirurgia.

Este estudo está registrado na ClinicalTrials: NCT03294304.

Referência: Results from BLASST-1 (Bladder Cancer Signal Seeking Trial) of nivolumab, gemcitabine, and cisplatin in muscle invasive bladder cancer (MIBC) undergoing cystectomy - Shilpa Gupta et al - J Clin Oncol 38, 2020 (suppl 6; abstr 439)

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519