03062020Qua
AtualizadoSeg, 01 Jun 2020 5pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

ASCO 2020

Cessação do tabagismo e sobrevida em pacientes com câncer de pulmão

aline fares bxApesar das evidências sobre a cessação do tabagismo e a diminuição do risco de desenvolver câncer de pulmão, ainda não é claro em quanto tempo podem ser observados benefícios de sobrevida após a interrupção do vício em pacientes com câncer de pulmão. Agora, um grande estudo internacional selecionado para poster discussion no ASCO 2020 demonstra que pacientes que param de fumar até dois anos antes do diagnóstico da doença aumentam suas chances de sobrevida. "A mensagem do estudo é clara: parar de fumar, qualquer que seja o momento, traz benefícios de sobrevida para os pacientes com câncer de pulmão”, afirma a oncologista brasileira Aline Fusco Fares (foto), fellow em pesquisa clínica no Princess Margaret Cancer Center, em Toronto, e primeira autora do estudo.

Os pesquisadores analisaram dados de 17 estudos do International Lung Cancer Consortium (ILCCO), que incluíram informação sobre o tempo de interrupção do vício em tabaco. O consórcio é um grupo internacional de pesquisadores de câncer de pulmão que compartilha dados comparáveis ​​de estudos de coorte e controle de casos de câncer de pulmão em andamento. A análise de sensibilidade foi realizada para o tempo desde a cessação do tabagismo (do inglês, TSSC) e sobrevida específica de câncer de pulmão (do inglês, LCSS) em 13 estudos.

A análise incluiu 35.428 pacientes com câncer de pulmão, dos quais 47.5% eram fumantes, 30% ex-fumantes e 22.5% nunca haviam fumado até o momento do diagnóstico.

Resultados

Os autores observaram que ex-fumantes (hazard ratio ajustada: aHR 0,88 IC 0,86-0,91) e pacientes que nunca fumaram (aHR 0,76 IC 0,73-0,8) tiveram melhor sobrevida global em comparação com os pacientes que permaneceram fumando. Entre os ex-fumantes, TSSC <2 anos (aHR 0,88 IC 0,82-0,94), TSSC 2-5 anos (aHR 0,83 IC 0,77-0,90) e> 5 anos TSSC (aHR 0,8 CI 0,76-0,84) melhoraram a sobrevida global em comparação com aqueles que permaneceram fumantes.

A análise de sensibilidade mostrou uma tendência de melhora da sobrevida específica de câncer pulmão para aqueles que pararam de fumar menos de dois anos antes do diagnóstico (aHR 0,95 IC 0,86-1,05) e entre dois e cinco anos antes do diagnóstico (aHR 0,93 CI 0,83-1,04); os pacientes que interromperam o vício mais de cinco anos antes do diagnóstico tiveram uma melhora significativa de 15% na sobrevida específica de câncer de pulmão (aHR 0,85 IC 0,78 -0,92).

Na análise de indivíduos com > 30 anos-maço, as associações foram surpreendentemente fortes: os pacientes que pararam de fumar menos de dois anos antes do diagnóstico melhoraram a sobrevida global em 14% (aHR 0,86 IC 0,80-0,93); entre dois e cinco anos em 17% (aHR 0,83 CI 0,76-0,90); e aqueles que pararam de fumar há mais de 5 anos em 22% (aHR 0,78 IC 0,74-0,83), em comparação aos fumantes atuais. Nos pacientes <30 maços-ano, foi observada uma tendência de melhora da sobrevida global para <2s TSSC (aHR 0,95 IC 0,92-1,02) e 2-5y TSSC (aHR 0,86 IC 0,74-1,01), enquanto >5y TSSC melhorou a sobrevida global em 16% (aHR 0,84 CI 0,77-0,92).

Entre os ex-fumantes, o risco de morte geral foi reduzido em 12% no TSSC <2 anos, 17% no TSSC 2-5 anos e 20%> TS 5 anos, enquanto na sobrevida específica de câncer de pulmão o benefício foi significativo apenas para > TSSC 5 anos, comparado aos fumantes atuais no momento do diagnóstico.

"Esses resultados acrescentam mais evidências à importância de parar de fumar como medida de saúde pública e fornecem incentivos adicionais para que os fumantes interrompam o vício, principalmente aqueles que fumam há muitos anos. As melhorias na sobrevida, mesmo após um curto período de tempo antes do diagnóstico de câncer de pulmão, mostram que nunca é tarde para interromper o vício”, destacou Howard A. Burris III, presidente da ASCO. 

Os pesquisadores planejam colaborar com os programas locais de rastreamento de câncer de pulmão para incorporar as descobertas deste estudo em um programa piloto de sessões de aconselhamento para cessação do tabagismo.

Os estudos da ILCCO têm vários apoiadores, incluindo Alan Brown Chair in Molecular Genomics, National Cancer Institute, Intramural Research Program of the Center for Cancer Research e Mayo Foundation, entre outros.

Referência: Abstract #1512 - Smoking cessation (SC) and lung cancer (LC) outcomes: A survival benefit for recent-quitters? A pooled analysis of 34,649 International Lung Cancer Consortium (ILCCO) patients. - Aline F. Fares, Mei Jiang, Ping Yang, David C. Christiani, Chu Chen, Paul Brennan, Jie Zhang, Ann G. Schwartz, Maria Teresa Landi, Kouya Shiraishi, Brid M. Ryan, Hongbing Shen, Matthew B. Schabath, Garcia Adonina, Sanjay Shete, Loic Le Marchand, Angela Cox, Rayjean Hung, Wei Xu, Geoffrey Liu

First Author: Aline Fusco Fares, MD
Meeting: 2020 ASCO Virtual Scientific Program
Session Type: Poster Discussion Session
Session Title: Cancer Prevention, Risk Reduction, and Genetics
Abstract #: 1512

 
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519