28112020Sáb
AtualizadoSex, 27 Nov 2020 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

ASCO 2019

IDEA: nova análise sobre adjuvância no câncer de cólon

timothy iveson asco19 idea bxOs dados do International Duration Evaluation of Adjuvant Chemotherapy (IDEA) Collaboration estão novamente em destaque na ASCO, agora com apresentação dos resultados de uma análise prospectiva pré-planejada de pacientes com câncer colorretal estádio II de alto risco em 4 estudos randomizados de fase III conduzidos concomitantemente (SCOT, TOSCA, ACHIEVE-2, HORG). O objetivo foi avaliar a não-inferioridade de três meses de tratamento com FOLFOX/CAPOX adjuvante em comparação com seis meses nessa população. O oncologista Timothy Iveson (foto), do Hospital Universitário Southampton NHS Foundation Trust, Reino Unido, é o primeiro autor.

Seis meses de tratamento à base de oxaliplatina é uma opção de quimioterapia adjuvante para pacientes com câncer colorretal estádio II de alto risco. A colaboração IDEA mostrou que uma duração de tratamento mais curta pode ser apropriada para a maioria dos pacientes com câncer de cólon estádio III. Agora, a nova análise apresentada na 55ª ASCO avalia a não-inferioridade (NI) do tratamento adjuvante mais curto em pacientes com câncer colorretal estádio II de alto risco.

A análise primária incluiu 3273 pacientes randomizados, dos quais 1254 receberam FOLFOX e 2019 foram tratados com CAPOX. O endpoint primário foi sobrevida livre de doença (DFS). Para determinar a não inferioridade foram necessários 542 eventos de sobrevida livre de doença. 

Houve 552 eventos e o acompanhamento médio foi de 60,2 meses. O tratamento de três meses resultou em menos toxicidade graus 3-5 (p <0,0001). A taxa de sobrevida livre de doença (DFS) em 5 anos foi de 80,7% e 84,0% para o tratamento de três e seis meses, respectivamente, com um hazard ratio de sobrevida livre de doença estimada de 1,18 (80% CI: 1,05-1,31, p para NI = 0,404).

Para CAPOX, o hazard ratio estimado foi de 1,02 (80% CI: 0,88-1,17, p para NI = 0,087), e para FOLFOX o hazard ratio estimado foi de 1,42 (80% CI: 1,19-1,70, p para NI = 0,894). O teste para interação entre duração e regime não foi estatisticamente significativo (p = 0,174 ajustado para testes múltiplos), mas foi mais forte do que para os outros subgrupos examinados.

Os autores observaram que na população geral, a não inferioridade do tratamento adjuvante com três meses em pacientes com câncer colorretal estádio II de alto risco não foi demonstrada. “Assim como na população com doença estádio III, a escolha do regime adjuvante parece ser importante (embora não tenha atingido significância estatística), com uma pequena diferença na sobrevida livre de doença entre o tratamento de três e seis meses se CAPOX for utilizado”, concluíram.

Informações sobre estudos clínicos: ISRCTN59757862.

Referência: Abstract 3501: Prospective pooled analysis of four randomized trials investigating duration of adjuvant (adj) oxaliplatin-based therapy (3 vs 6 months {m}) for patients (pts) with high-risk stage II colorectal cancer (CC). - Timothy Iveson - J Clin Oncol 37, 2019 (suppl; abstr 3501)

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519