13042021Ter
AtualizadoSeg, 12 Abr 2021 12am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

ASCO 2019

GETUG: Hormonioterapia e radioterapia após prostatectomia radical

nicolas magne asco2019A radioterapia de resgate combinada com a hormonioterapia de curto prazo melhorou significativamente a sobrevida livre de metástase em dez anos em comparação com a radioterapia de resgate isolada. Os resultados do estudo randomizado de fase III GETUG-AFU 16 foram apresentados na sessão oral de Tumores Geniturinários – Próstata da ASCO 2019 pelo radioterapeuta Nicolás Magné (foto), da Universidade de Paris VI.

O estudo avaliou a eficácia da radioterapia isolada vs radioterapia + hormonioterapia na sobrevida livre de progressão (SLP), sobrevida livre de metástase (SLM) e sobrevida global (SG) em pacientes com recidiva biológica após a prostatectomia radical.

Anteriormente, após um seguimento mediano de 5,3 anos, o grupo havia relatado benefício na SLP (80% vs 62% de SLP livre em 5 anos; p <0,0001) no braço combinado, independente do subgrupo de risco (Carrie C, Lancet Oncol 2016).

Métodos e resultados

Os pacientes foram randomizados (1:1) para radioterapia isolada ou radioterapia + hormonioterapia (gosserelina por 6 meses). A randomização foi estratificada de acordo com a modalidade de radioterapia e o grupo de risco. Baixo risco foi definido como escore de Gleason <8, margens cirúrgicas positivas, tempo de duplicação de PSA > 8 meses e ausência de envolvimento da vesícula seminal. A recidiva biológica foi definida de acordo com o consenso da ASTRO.

No momento do cut off de dados (março de 2019), a mediana de duração do follow-up era de 112 meses. Os resultados confirmaram o benefício da radioterapia associada à hormonioterapia na sobrevida livre de progressão (HR = 0,54 [95% IC = 0,43-0,68]; p <0,0001) independente do subgrupo de risco (pacientes de baixo risco: HR = 0,47 [95% CI = 0,28-0,80]; e pacientes de alto risco 0,56 [95% CI = 0,44 -0,73]).

A sobrevida livre de metástases foi significativamente melhor no braço combinado (HR = 0,73 [95% CI = 0,54-0,98]; p = 0,034) com 69% (95% CI = 63-74) versus 75% (95% CI = 70- 80) aos 10 anos para radioterapia isolada e RT + HT, respectivamente.

“A radioterapia de resgate combinada com a hormonioterapia de curto prazo melhorou significativamente a sobrevida livre de metástase em dez anos em comparação com a radioterapia de resgate isolada. O GETUG-16 corrobora resultados publicados anteriormente pelo RTOG-9601 e confirma que esta estratégia pode ser o novo padrão para o tratamento de resgate após a prostatectomia radical”, concluíram os autores.

Referência: Abstract 5001: Interest of short hormonotherapy (HT) associated with radiotherapy (RT) as salvage treatment for metastatic free survival (MFS) after radical prostatectomy (RP): Update at 9 years of the GETUG-AFU 16 phase III randomized trial (NCT00423475). - Christian Carrie et al - J Clin Oncol 37, 2019 (suppl; abstr 5001)

Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519