24112020Ter
AtualizadoSeg, 23 Nov 2020 9pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

ESMO 2018

Adesão ao tratamento hormonal e risco de recorrência no câncer de mama

Mama News 1Quase uma em cada seis mulheres pré-menopáusicas em tratamento para câncer de mama em estágio inicial não adere adequadamente à terapia hormonal com tamoxifeno após um ano de tratamento, colocando-se potencialmente em maior risco de recorrência. Os dados são de estudo prospectivo francês apresentado na ESMO 2018.

 

A terapia hormonal é recomendada por cinco a dez anos em todos os pacientes com câncer de mama receptor hormonal positivo, mas pesquisas anteriores mostraram que muitas mulheres descontinuam a terapia a longo prazo. O estudo francês é o primeiro a avaliar a adesão medindo os níveis séricos de tamoxifeno ao invés de simplesmente se basear no auto-relato da paciente. “Esta questão é importante porque a não adesão à terapia hormonal pode estar associada a um maior risco de mortalidade e ao menor tempo para a recorrência do câncer de mama”, disse Barbara Pistilli, oncologista do Instituto Gustave Roussy e principal investigadora do estudo.

Esta análise incluiu pacientes recentemente diagnosticadas com câncer de mama (estágio I-III) na coorte do estudo CANTO, pesquisa prospectiva que avalia o impacto a longo prazo dos efeitos colaterais do tratamento com cerca de 12 mil mulheres com câncer de mama. Os pesquisadores se concentraram no subgrupo de 1799 (16%) mulheres pré-menopáusicas em tratamento com terapia hormonal adjuvante, avaliando sua adesão ao tamoxifeno. Os níveis séricos de tamoxifeno foram medidos em um, três e cinco anos e os dados obtidos foram comparados com os relatos de adesão dos pacientes.

Resultados

Os resultados mostraram que quase uma em cada cinco (16,0%; 188/1177) mulheres pré-menopáusicas não aderiu adequadamente ao tratamento com tamoxifeno em um ano, com base na avaliação sérica do tamoxifeno (definido como <60ng / ml). Pouco mais de uma em dez mulheres (10,7%) foram não aderentes, com níveis indetectáveis ​​de tamoxifeno. Outras 5,3% das pacientes foram pouco aderentes, com níveis séricos de tamoxifeno abaixo da concentração esperada após 3 meses de tratamento. A análise dos auto-relatos mostrou que pelo menos 50% das mulheres com níveis de tamoxifeno indetectáveis ​​/ baixos não declararam que não estavam tomando tamoxifeno como prescrito.

"Devemos ter tempo para explorar com as pacientes como elas experimentam efeitos colaterais que podem afetar a adesão ao tratamento, para que possamos discutir opções capazes de ajudar”, acrescentou.

O estudo também está explorando características clínicas e sociais que podem impactar na adesão à terapia endócrina com o objetivo de identificar pacientes com maior risco.

O estudo revela que a não-conformidade com o tratamento hormonal adjuvante é um problema subestimado e subnotificado, que coloca os pacientes em risco de recorrência. “O fato de que 16% das pacientes não são adequadamente aderentes ao tamoxifeno deve sugerir estratégias para aumentar a adesão”, propõe a pesquisadora.

Referências:

1 - Abstract 185O_PR ‘Serum assessment of non-adherence to adjuvant endocrine therapy (ET) among premenopausal patients in the prospective multicenter CANTO cohort” will be presented by Barbara Pistilli during the Proffered Paper Session on Friday, 19 October, 16:00 to 17:30 (CEST) in Room 13 - ICM. Annals of Oncology, Volume 29 Supplement 8 October 2018

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519