06032021Sáb
AtualizadoSex, 05 Mar 2021 5pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

ESMO - ECC 2015

Imunoterapia deve concentrar atenções no ECC2015

ECC2015.jpgO Congresso Europeu de Câncer (ECC2015), organizado pela Sociedade Europeia de Oncologia Médica (ESMO), acontece entre os dias 25 e 29 de setembro, em Viena, Áustria. O congresso interdisciplinar mais importante para a oncologia na Europa será palco para algumas das principais pesquisas em câncer do mundo, da ciência básica ao atendimento clínico. Confira no Onconews a cobertura completa do evento.

Novamente a imunoterapia deve estar em destaque. A ESMO conversou com dois dos principais especialistas em câncer de mama e de pulmão, áreas que lideram o número de abstracts submetidos ao evento, para saber o que esperar do Congresso.
 
"Há desenvolvimentos com resultados inovadores na imunoterapia de câncer de pulmão, novas oportunidades em terapias-alvo (em particular na gestão da resistência dos inibidores da tirosina quinase), novos métodos de criação de perfis moleculares (biópsias líquidas), e drogas como o nivolumab,recém-aprovado pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA)", afirmou Martin Reck, chefe do Departamento de Oncologia Torácica da Lung Clinic Grosshansdorf, na Alemanha, e presidente da seção de câncer de pulmão metastático no Congresso.
 
Para Christoph  Zielinski, diretor do Comprehensive Cancer Center da Universidade de Medicina de Viena e presidente da comissão nacional organizadora do Congresso, sem dúvida a imunoterapia deve atrair a atenção, com todos os novos agentes que já provaram ser bastante eficazes em algumas doenças, como ipilimumab e, em especial, os anticorpos anti-PD1 nivolumabe e pembrolizumab. “A eficácia destas drogas está atualmente sendo testada em um grande número de outras doenças malignas, seja como monoterapia ou em combinação (anti PD-1 mais anticorpos anti-CTLA-4)”, disse.
 
O especialista acrescenta ainda a medicina personalizada, que tem como alvo uma determinada via molecular relevante, seja no início da doença ou após o desenvolvimento de resistência ao tratamento convencional. “Espero que sejam resultados practice-changing. Um grande número de contribuições do ECC 2015 traz temas como esses, mas também reúne perspectivas como o desenvolvimento de resistência aos medicamentos, com ensaios clínicos relevantes e necessários para a melhoria do controle da doença, e a definição de biomarcadores para determinados procedimentos terapêuticos”, acrescentou.
 
Referência: http://www.europeancancercongress.org/Global/News/ECC-2015-News/2015/09/Whats-hot-in-lung-and-breast-cancer-at-ECC2015
 

Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519