24102019Qui
AtualizadoQua, 23 Out 2019 1pm

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

Coberturas Especiais

Trastuzumabe biossimilar aprovado no Brasil mostra na ASCO resultados de pós-comercialização

MAMA NET OKO desenvolvimento de biossimilares aumenta globalmente como estratégia para facilitar o acesso do paciente a terapias inovadoras e novos dados de segurança pós-comercialização foram apresentados na ASCO 2019 pelo primeiro biossimilar de trastuzumabe aprovado no Brasil (MYL-1401O).


Inibidor de PARP no câncer de pâncreas metastático BRCA mutado

kindler small header UCNo panorama gastrointestinal, a Sessão Plenária da ASCO 2019 destacou o inibidor de PARP olaparibe como agente de manutenção no adenocarcinoma pancreático, após quimioterapia baseada em platina (POLO Trial), em pacientes com mutação germinativa BRCA. Os resultados despertam otimismo em um cenário de necessidades médicas não atendidas, com sobrevida livre de progressão mediana de 7,4 meses vs. 3,8 meses na comparação com placebo (LBA 4). A apresentação foi da oncologista Hedy Kindler (foto), da Universidade de Chicago.

Oncologia torácica, promessas e desafios

castro vladmir baldotto asco2019Em vídeo gravado na ASCO 2019, Gilberto Castro, Clarissa Baldotto e Vladmir Lima, do Grupo Brasileiro de Oncologia Torácica (GBOT), avaliam os trabalhos apresentados na sessão oral de câncer de pulmão pequenas células (CPPC) e não pequenas células (CPNPC). Entre os destaques, estudo que avaliou quimioterapia adjuvante no CPNPC estádio I, em pacientes com critérios de alto risco. A imunoterapia neoadjuvante também mostrou resultados em diferentes estratégias, ainda à espera de validação. No CPPC, nova promessa para a segunda linha. Assista.

Desafios do acesso no diagnóstico e tratamento do câncer

Amy Davidoff lba1 asco19 bxA 55ª ASCO reforçou o apelo de edições anteriores e deu destaque à importância do acesso, seja para diminuir as disparidades raciais e fomentar a equidade na assistência oncológica (LBA 1), seja para demonstrar o valor do diagnóstico precoce e do tratamento oportuno (LBA5563). O assunto é tema de Sessão Plenária, em apresentação de Amy Davidoff (foto), especialista em economia da saúde e pesquisadora na Yale School of Public Health.

Nab-paclitaxel na adjuvância do câncer de pâncreas

Pancreas 2 NET OKMargaret A. Tempero, da Universidade da Califórnia, é a primeira autora do estudo APACT selecionado para apresentação oral dia 2 de junho na ASCO 2019, que avaliou o uso adjuvante de nab-paclitaxel em pacientes com adenocarcinoma de pâncreas virgens de tratamento, após cirurgia de ressecção completa (Abstract#: 4000).

Inibidores de BRAF no câncer de pulmão

marcelo negrao asco19 bx

Na ASCO 2019, o oncologista Marcelo Vailati Negrão (foto) apresentou resultados de análise genômica a partir da base de dados da Guardant Health e de dados clínicos e pré-clínicos avaliando a eficácia de inibidores de MEK com ou sem inibidores de BRAF para tratamento de CPNPC com mutações BRAF não-V600.

Imunoterapia mostra resultados de 5 anos no CPNPC

Edward Garon 2 bxO estudo clínico da fase Ib KEYNOTE-001 mostrou que pembrolizumabe (Keytruda®) aumentou a sobrevida de parcela dos pacientes com câncer de pulmão não-pequenas células avançado (CPNPC), com resultados históricos. Após cinco anos, 23,2% dos pacientes sem quimioterapia prévia e 15,5% daqueles que receberam pembro+químio estavam vivos, com benefício superior em pacientes com maior expressão de PD-L1. O trabalho liderado pelo oncologista Edward Garon (foto), médico e professor da Universidade da Califórnia, Los Angeles/EUA, foi selecionado para poster discussion no domingo, 02 de junho.

Os highlights de câncer de cólon

anelisa prolla asco2019Na ASCO 2019, os oncologistas Anelisa Coutinho e Gabriel Prolla, do Grupo Brasileiro de Tumores Gastrointestinais (GTG), comentam o que foi destaque na sessão oral de câncer do cólon. Na adjuvância, nova análise do IDEA avaliou a não-inferioridade de três meses versus seis meses de tratamento com FOLFOX/CAPOX, agora em pacientes com câncer colorretal estádio II de alto risco. Assista.

JIPANG: combinação de quimioterapia no CPNPC não-escamosas ressecado estádio II-IIIA

Hirotsugu Kenmotsu bxEstudo apresentado por Hirotsugu Kenmotsu (foto), da Divisão de Oncologia Torácica do Shizuoka Cancer Center, Japão, avaliou a eficácia da combinação de pemetrexede + cisplatina em comparação com vinorelbina + cisplatina em pacientes com câncer de pulmão não pequenas células não escamosas estádios II-IIIA completamente ressecados. Os resultados mostram que a combinação teve eficácia semelhante, com melhor tolerabilidade.

Oncologista brasileira coordena Comitê Internacional da ASCO

clarissa mathias asco2019A oncologista Clarissa Mathias (foto), membro do Grupo Brasileiro de Oncologia Torácica (GBOT) e médica do Núcleo de Oncologia da Bahia (NOB), do Grupo Oncoclínicas, foi convidada para coordenar o Comitê Internacional da ASCO, responsável pelo desenvolvimento de todos programas da Sociedade Americana fora dos Estados Unidos.

Quimio adjuvante no CPNPC estádio I com alto risco de recorrência

yasuhiro tsutani bxO papel da quimioterapia adjuvante no câncer de pulmão não pequenas células (CPNPC) estádio I é controverso. Agora, estudo apresentado na ASCO 2019 por Yasuhiro Tsutani (foto), da Hiroshima University, Japão, demonstrou que o tratamento adjuvante pode melhorar a sobrevida de pacientes com CPNPC estádio I com fatores de alto risco para recorrência.


Publicidade
banner personal2019 250x300p
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519