14042021Qua
AtualizadoSeg, 12 Abr 2021 12am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Drops de genômica

RNA e seus subtipos funcionais 

rna drops genômica bxO oncologista André Murad aborda o RNA e seus 7 subtipos funcionais, em mais um tópico da coluna Drops de Genômica. Confira.

O RNA é um ácido nucleico de fita simples semelhante ao DNA, mas tendo açúcar ribose em vez de açúcar desoxirribose e uracila em vez de timina como uma das bases de nucleotídeo. Trata-se de um polímero de subunidades unidas por ligações fosfodiéster. 

A síntese do RNA ocorre através da enzima RNA polimerase, a partir do DNA. O RNA é utilizado funcionalmente para codificação de proteínas (RNA mensageiro, mRNA) ou não (genes de RNA).  Devido a essas funções, as moléculas de RNA são classificadas em 7 subtipos: 

1- RNA mensageiro (mRNA) 

É o RNA que transporta informações do DNA para os ribossomos (local de síntese de proteínas) na célula.  As sequências de código de mRNA determinam a sequência de aminoácidos na proteína que é produzida. É sintetizado no núcleo da célula, e então transportado para fora da célula para facilitar a síntese proteica e o sequenciamento do código nas proteínas.

O mRNA é traduzido em polipeptídeos. Ele vem em uma ampla gama de tamanhos que reflete o tamanho do polipeptídeo que codifica. A maioria das células produz milhares de moléculas de mRNA diferentes em pequenas quantidades, que são traduzidas em peptídeos necessários para uso pela célula.

2- RNA ribossômico (rRNA) 

Se incorpora aos ribossomos. O ácido ribonucléico ribossômico (rRNA) é o tipo de RNA que faz parte dos ribossomos. É definido como a máquina molecular que catalisa a síntese de proteínas.

Representa até 60% do peso dos ribossomos, uma vez que desempenha um papel importante nas funções dos ribossomos, como a ligação ao mRNA, o recrutamento de tRNA e a catalisação da formação de ligações peptídicas entre os aminoácidos.

3- RNA de transferência (tRNA) 

É usado para transferir aminoácidos específicos para cadeias polipeptídicas em crescimento no local ribossomal da síntese de proteínas durante a tradução. Esta é a molécula de RNA não codificante que carrega aminoácidos para os ribossomos, a partir da crescente cadeia peptídica (sequência de nucleotídeos do mRNA). Portanto, o tRNA atua como intermediário entre as sequências de nucleotídeos e de aminoácidos. Eles são ribonucleotídeos; portanto, formam uma ligação de hidrogênio com o mRNA e formam ligações éster com aminoácidos que combinam o mRNA e os aminoácidos durante a tradução.

4- RNA nuclear pequeno (snRNA)

Durante a transcrição do DNA para mRNA, rRNA e tRNA, os transcritos primários são processados ​​no núcleo, produzindo elementos funcionais que serão exportados para o citosol. O papel do RNA pequeno nuclear (snRNA) é mediar alguns desses processos.

Os snRNAs são transcritos por RNA polimerase II ou RNA polimerase III, de cerca de 150 nucleotídeos. Possui genes diferentes em múltiplas cópias, que desempenham papéis diferentes na síntese de outras classes de RNA, como o snRNA, que faz parte dos spliceossomos, ajudando na conversão do RNA pré-mensageiro (hnRNA) em mRNA pela excisão dos íntrons e splicing dos exons.

5- microRNA (miRNA) 

Utilizado ​​para regular a atividade do gene, o miRNA é uma molécula de RNA minúscula (~ 22 nucleotídeos) que regula a expressão de moléculas de RNA mensageiro (mRNA). São pequenos RNAs de cerca de 60-300 nucleotídeos com diferentes funções encontrados no nucléolo da célula. Eles desempenham um papel na síntese de ribossomos e modificam quimicamente muitos dos nucleotídeos nas moléculas de rRNA, tRNA e snRNA, adicionando grupos como os metil à ribose. Eles também ajudam no splicing de pré-mRNA para diferentes formas de mRNA maduro.

6- RNA nucleolar pequeno (snoRNA)

São pequenos RNAs de cerca de 60-300 nucleotídeos encontrados no nucléolo da célula que desempenham diferentes funções. Possuem um papel na síntese de ribossomos, cortando o grande precursor de RNA, e modificam quimicamente muitos dos nucleotídeos nas moléculas de rRNA, tRNA e snRNA, adicionando grupos como os metil à ribose. Eles também ajudam no splicing de pré-mRNA para diferentes formas de mRNA maduro.

7- RNA não codificante longo (lncRNA)

Este é um grupo heterogêneo de RNA transcrito não codificante que tem 200 nucleotídeos de tamanho. São o maior transcriptoma não codificante de mamíferos. Estima-se que 8.000 lncRNAs são codificados no genoma humano. As principais funções do lncRNA ainda são desconhecidas; entretanto, algumas evidências científicas indicam seu papel na regulação gênica e no envolvimento de mecanismos fisiológicos.

Algumas de suas funções conhecidas nos mecanismos de regulação gênica incluem emenda, tradução, impressão, transcrição, e inativação de um dos dois cromossomos X em vertebrados fêmeas por um tipo de lncRNA conhecido como XIST-RNA. Eles desempenham um papel em trazer as regiões potenciadoras e promotoras dos genes para se fecharem por looping, o que ajuda na regulação da transcrição gênica.

André Murad é diretor científico do Grupo Brasileiro de Oncologia de Precisão (GBOP), diretor clínico da Personal - Oncologia de Precisão e Personalizada, professor adjunto coordenador da Disciplina de Oncologia da Faculdade de Medicina da UFMG, e oncologista e oncogeneticista da CETTRO Oncologia (DF)

Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519