30102020Sex
AtualizadoQui, 29 Out 2020 6pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

Drops de genômica

Novas variantes genéticas ligadas ao câncer de mama masculino

Murad 2019 bxO oncologista André Murad (foto) analisa a descoberta de três variantes no DNA germinativo que predispõem os homens a desenvolver câncer de mama. Confira, em mais um tópico da coluna ‘Drops de Genômica’.

Por André Murad*

Investigadores britânicos identificaram três variantes no DNA germinativo que predispõem os homens a desenvolver câncer de mama, elevando o número total de variantes conhecidas que predispõe ao câncer de mama masculino para cinco. As descobertas foram publicadas por Maguire e cols no Journal of the National Cancer Institute em agosto. Todas as três variantes genéticas estão associadas também ao câncer de mama feminino, mas a elevação de risco para o câncer de mama em homens é maior do que em mulheres.

O estudo envolveu 1.380 homens com câncer de mama, principalmente do Breast Cancer Now Male Breast Cancer Study, baseado no Instituto de Pesquisa do Câncer de Londres (ICR). Um dos três novos SNPs (single nucleotide polymorphisms) está localizado no cromossomo 6 (rs9371545), e dois no cromossomo 11 (rs554219 e rs78540526). Esses SNPs aumentaram o risco de desenvolvimento de câncer de mama em homens em aproximadamente 47%, 45% e 61%, respectivamente.

 Os autores investigaram também a extensão das causas genéticas compartilhadas da doença em homens e mulheres, avaliando 172 regiões no genoma ligadas ao câncer de mama feminino para uma associação com o câncer de mama masculino. Foi encontrada uma forte correlação entre os fatores de risco genético do câncer de mama masculino e feminino, com 20% dos SNPs que influenciam (aumentam ou diminuem) o risco de câncer de mama em mulheres também apresentando um efeito no risco de câncer de mama masculino.

Essas descobertas aumentam nossa compreensão sobre a base genética do câncer de mama, fornecendo suporte para uma etiologia genética e identificando um grupo de homens suscetíveis, com um risco de desenvolvimento da doença até quatro vezes maior.

drops genomica mama masculino bx

*André Murad é diretor científico do Grupo Brasileiro de Oncologia de Precisão (GBOP), diretor clínico da Personal - Oncologia de Precisão e Personalizada, professor adjunto coordenador da Disciplina de Oncologia da Faculdade de Medicina da UFMG, e oncologista e oncogeneticista da CETTRO Oncologia (DF)
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519