20022019Qua
AtualizadoTer, 19 Fev 2019 10pm

PUBLICIDADE
banner pfizer instuc 2018 468x60px

Anvisa aprova venetoclax na LMA

approved NET OKA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou dia 14 de janeiro o uso de venetoclax na Leucemia Mieloide Aguda (LMA), em pacientes inelegíveis para quimioterapia. A decisão da Anvisa considera o uso de venetoclax associado a um agente hipometilante ou em combinação com citarabina em baixas doses.

 

Venetoclax é um inibidor seletivo de BCL-2, proteína que impede a apoptose e está presente em células de LMA. Os benefícios nessa população foram demonstrados em dois ensaios clínicos de fase 1b/2: o estudo M14-358, que avaliou venetoclax em combinação com agentes hipometilantes (azacitidina [n:84] ou decitabina [n=31]), e  o estudo M14-358, que avaliou o novo agente em combinação com baixa dose de citarabina (n=82).

No ensaio M14-358, venetoclax em combinação com azacitidina ou decitabina resultou na remissão completa de 40,5% dos pacientes tratados e na remissão completa com recuperação incompleta do sangue em 23,8%.  Os efeitos adversos mais comuns (≥5%) foram neutropenia febril e pneumonia. Para aqueles tratados com venetoclax em combinação com decitabina, os efeitos adversos mais comuns (≥5%) foram neutropenia febril, pneumonia, bacteremia e sepsis.

No estudo clínico M14-387, os dados de eficácia e segurança também mostraram benefícios de venetoclax em combinação com baixa dose de citarabina, com taxa de remissão completa/remissão incompleta de 25,6% e 20,7%, respectivamente. Os efeitos adversos mais comuns (≥5%) foram neutropenia febril, pneumonia e sepsis.

A LMA é o tipo mais frequente de leucemia em adultos.


Publicidade
banner astellas2018 v1
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner abbvie2018 300X250p